Jovem é executado a tiros, a maioria na cabeça, em beco no Crespo

De acordo com a polícia, a principal suspeita é que o jovem tenha sido vítima da “guerra do tráfico de drogas”. Segundo familiares, o jovem não era traficante, mas andava em “más companhias”

Manaus – Erick Bruno Pereira, 18, foi executado a tiros, na noite desta terça-feira (13), no Beco Boa Esperança, bairro Crespo, zona sul de Manaus. A principal suspeita é que o jovem tenha sido vítima da “guerra do tráfico de drogas”, de acordo com informações do delegado plantonista da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Denis Pinho.

Jovem foi executado na noite desta terça-feira (13), no Beco Boa Esperança, bairro Crespo (Foto: Jucélio Paiva/Divulgação)

Segundo o sargento Juvenal Santos, da 7ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), testemunhas relataram que quatro suspeitos chegaram ao local do crime em um carro de passeio, portando armas de grosso calibre, e um deles desceu do veículo e efetuou vários tiros contra a vítima. A maioria dos disparos atingiu cabeça de Erick.

Familiares fizeram o reconhecimento do corpo do jovem ainda no local. Conforme Pinho, eles relataram que Erick não era traficante, mas andava em “más companhias”, com integrantes de facção criminosa, e pode ter sido executado por rivais. “Nesta área (Crespo), preza muito a lei do silêncio. Mas já temos uma linha de investigação, que indica que o jovem pode ter sido mais uma vítima do tráfico de drogas e da guerra entre facções”, comentou o delegado.

Até às 21h20 desta terça-feira, os policiais da DEHS aguardavam os peritos do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC) para fazer o levantamento de quantos tiros acertaram o jovem, e quais armas foram usadas pelos criminosos.

Anúncio