Jovem suspeito por morte em Manaus é preso no Pará

O crime ocorreu no dia 23 de janeiro em um hotel, localizado na Rua Lima Bacuri, bairro Centro, zona sul da capital

Manaus – Um jovem, identificado apenas pelo apelido de “Jericó”, 20, foi preso nesta segunda-feira (22) no município de Santarém, interior do Pará.  investigado pelo homicídio de Juvenal Silveira, 33. O crime ocorreu no dia 23 de janeiro em um hotel, localizado na Rua Lima Bacuri, bairro Centro, zona sul.

(Foto: Marcos Lima / GDC)

De acordo com o delegado Charles Araújo, da Delegacia Especializada em Homicídios é Sequestros (DEHS),  as investigações começaram logo após o crime.  Após terem acesso ao vídeo das câmeras de segurança, foi descoberto que a vítima chegou ao hotel no dia 22 de janeiro, por volta das 21h30. A vítima saiu do hotel e retornou para o local acompanhado do suspeito.

“Na manhã do dia seguinte, Jericó saiu do hotel é retornou vestido com uma camisa de cor preta, após alguns minutos no quarto, ele desceu até a recepção é saiu do local. Por volta das 07h30 do dia 23, uma camareira viu sangue saindo do quarto é ao abrir a porta, encontrou o corpo de Juvenal”, disse o delegado.

A polícia então descobriu o apelido do homem e começou a busca pelo suspeito por diversos bairros da cidade de Manaus. Segundo o delegado, Jericó fugiu para o estado do Pará. A polícia descobriu o paradeiro dele é começou as buscas pelo município de Santarém. O homem, vendo que poderia ser preso, foi a uma delegacia é se entregou.

blank

(Foto: Marcos Lima / GDC)

“O suspeito contou que eles tiveram uma discussão e ele acabou matando a golpes de arma branca. Nossa investigação aponta que eles tinha um relacionamento e o crime pode ter sido cometido  de forma premeditada, já que o homem saí é retorna várias vezes”, completou o delegado.

O homem foi levado a Delegacia Geral da Polícia Civil para identificação criminal, pois não possuía documento de identificação. Após os procedimentos na delegacia, ele foi levado a Central de Recebimento e Triagem, onde vai ficar a disposição da justiça.