Justiça converte em preventiva prisão de mulher suspeita de matar dona de casa, na zona leste

A mulher, que já tinha sido condenada em 2016 por um roubo ocorrido em 2015, mas respondia em liberdade condicional

Manaus – A prisão de Lorena de Souza Moura, de 22, foi convertida em preventiva pela Justiça. A mulher foi presa suspeita de cometer um latrocínio contra a dona de casa Deisiane Gonçalves Monteiro, 22, na quarta-feira (10), no bairro São José, zona leste de Manaus, segundo informou a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM).

Lorena foi levada a um hospital antes de seguir à delegacia (Foto: Divulgação/PM)A mulher, que já tinha sido condenada em 2016 por um roubo ocorrido em 2015, mas respondia em liberdade condicional, será encaminhada ao Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF). “Ela será indiciada por latrocínio consumado e nosso próximo passo é tentar identificar a arma de fogo utilizada no crime”, disse o delegado titular do 9º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Pablo Giovanni.

Sobre o crime

Lorena e Arlesson Pereira Passos, 27, estavam em uma motocicleta preta quando anunciaram o roubo e roubaram um celular de Deisiane Gonçalves Monteiro, 26. A vítima foi morta com dois tiros na Rua Rio Miriti, bairro São José, zona leste.

“Em depoimento, Lorena disse que quem atirou foi o comparsa. Eles tentaram fugir do local, mas foram cercados por cerca de 30 populares, que passaram a agredi-los. Um cidadão pegou a arma de fogo e disparou contra o homem que ainda foi socorrido, mas foi a óbito no Hospital e Pronto-Socorro Platão Araújo”, disse o delegado.