Lancha roubada durante travessia para o Careiro é recuperada

Operação conjunta da Polícia Militar com o 2° BPChoque/Rocam e o 5° BPM Coari também resultou na prisão de três infratores

Manaus – Uma lancha foi recuperada, neste sábado (11), durante uma operação conjunta da Polícia Militar, desencadeada pelo 2° BPChoque/Rocam e 5° BPM Coari. A embarcação, denominada ‘Expresso Gama III’, foi roubada na última sexta-feira (10) por três  infratores durante uma travessia do porto da Ceasa, em Manaus, para o município de Careiro da Várzea.

Após o assalto, na sexta-feira (10), passageiros e tripulantes foram abandonados às margens do rio Solimões (Foto: Divulgação/PMAM)

Durante a ação, os três suspeitos renderam passageiros e tripulantes e os abandonaram às margens do rio Solimões, levando pertences pessoais das vítimas e a embarcação.

A lancha teria sido vista na comunidade do Camará, que faz limite entre os municípios de Coari e Codajás.

Segundo a polícia, ao chegar no local, um dos infratores perguntou por um conhecido da polícia por participação em ‘pirataria de rio’ e tráfico de drogas. Ainda segundo informações, esse suspeito recebeu a embarcação e a escondeu.

Os infratores teriam chegado ao local perguntando por um cidadão conhecido da polícia  por participação em “pirataria de rio” e tráfico de drogas. Ainda segundo as informações, o cidadão infrator receptou a embarcação e a ocultou juntamente com outras duas pessoas.

Os policiais militares chegaram na comunidade às 22h e localizaram o suspeito citado nas denúncias como o receptador da embarcação. Com ele foram apreendidos uma espingarda calibre 16 e um revólver calibre 38, além de duas latas de tintas spray que seriam usadas para descaracterizar a lancha.

Após receberem voz de prisão, os infratores disseram que a embarcação estaria escondida num local a 20 minutos rio acima, nas matas de igapó, mas não revelaram os infratores que teriam praticado o roubo, apenas que eles teriam ido para Coari.

Os policiais foram levados pelos infratores até a entrada de um lago nas margens do Solimões, onde a embarcação estava escondida. Na embarcação, foram apreendidos uma serra para cortar ferro, tintas spray e diversos papéis, incluindo a documentação da lancha, espalhados pelo convés.

A suspeita da Polícia Militar é que o roubo da lancha teria sido encomendado por líderes de quadrilhas especializadas em ‘pirataria de rio’ e tráfico de drogas para serem usadas na abordagem a ‘mulas do tráfico’, que descem o rio em embarcações com grande quantidade de drogas.

Ao constatar o fato, os policiais deram voz de prisão aos infratores, que foram encaminhados à 10ª Delegacia de Polícia Civil de Coari para os procedimentos cabíveis.