Líder de facção criminosa no AM é preso em Porto Alegre durante operação da PF

A Operação Nômade investiga fatos relacionados à organização criminosa especializada em tráfico de drogas e crimes violentos no Amazonas

Manaus – A Polícia Federal (PF) no Amazonas deflagrou, nesta terça-feira (23), a Operação Nômade, inaugurando a fase ostensiva de Inquérito Policial que investiga fatos relacionados a possíveis práticas de crimes, como pertencimento à organização criminosa e tráfico de drogas.

(Foto: Divulgação / Polícia Federal)

A Justiça Estadual no Amazonas expediu cinco mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão temporária, os quais são cumpridos nessa etapa da investigação criminal nas cidades de Manaus e Porto Alegre/RS.

Além da prisão temporária decretada pela Justiça, a PF prendeu em flagrante o respectivo investigado também por porte ilegal de arma de fogo. O armamento encontrado foi devidamente apreendido pela Polícia Federal.

Entenda o caso

A investigação da PF localizou uma das lideranças da facção denominada Comando Vermelho do Amazonas, que estava residindo na cidade Porto Alegre/RS, de onde agia ativamente na tomada de decisões dessa organização criminosa. O investigado possui, inclusive, histórico de atuação em outras organizações e registros de antecedentes criminais.

Na medida de suas responsabilidades, o investigado poderá responder pelos crimes, cujas penas somadas podem ultrapassar 20 anos de prisão.

O nome da operação Nômade faz referência às constantes mudanças de endereço do investigado, bem como da mudança de facção da qual faz parte.

Anúncio