‘Me arrependo de coração’, diz eletricista, ao confessar que matou amigo

O crime aconteceu em dezembro do ano passado, depois de uma briga. Os dois bebiam, quando se desentenderam. O autor da facada, se apresentou na DEHS, na tarde dessa quinta

Manaus – “Ele era muito meu amigo. Me arrependo, de coração”. A confissão é do eletricista Joarez Pinheiro de Lima, 35, conhecido como ‘Branco’, autor da facada que matou o bombeiro hidráulico Ivanilson Gonçalves Juvêncio, 34, na madrugada do dia 16 de dezembro do ano passado, no bairro Colônia Terra Nova, zona norte da capital.

Joarez Pinheiro de Lima, 35, conhecido como ‘Branco’, confessou que matou amigo (Foto: Sandro Pereira)

De acordo com o delegado titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Paulo Martins, o crime foi motivado por um motivo banal. “Eles estavam bebendo e, em determinado momento, começaram a discutir por conta do volume do som. Os dois travaram briga corporal e o Joarez acabou desferindo uma facada fatal no peito da vítima”, contou o delegado.

Esposa da vítima, a dona de casa Rute Oliveira, 33, disse que estava em casa, orando, quando ouviu uma discussão entre os dois. “Eles estavam bebendo desde as 14h do dia anterior. Eu ouvi um barulho e saí para ver o que estava acontecendo e já era o Vandinho (Ivanilson) ferido, dizendo que o ‘Branco’ tinha furado ele. Eu saí chamando os vizinhos para me ajudar a socorrer ele, mas quando eu olhei de novo, ele já estava morto”, disse Rute.

Rute Oliveira, 33, esposa de Ivanilson Gonçalves Juvêncio, 34, morto com uma facada (Foto: Sandro Pereira)

Ela afirmou, ainda, que quando bebe, ‘Branco’ fica agressivo. “Todo mundo lá na rua sabe que quando ele bebe, ele fica agressivo. Até na mãe dele ele já quis bater”, afirmou a dona de casa, que é vizinha do homem.

Já Joarez explicou que só tentou se defender e que não tinha a intenção de matar a vítima. “Ele começou a discutir comigo por causa do som, que estava alto. Aí me deu um soco, jogou uma latinha de cerveja em mim. Empurrei ele para fora de casa e ele começou a atirar pedaço de pau para dentro da minha casa e disse que se eu saísse, eu iria morrer. Foi quando eu peguei a faca, que estava no sofá. Mas não era para matar, era só para me defender. Ele era muito meu amigo, me arrependo de coração”, confessou o autor do crime.

‘Branco’ se apresentou na sede da DEHS na tarde desta quinta-feira (10), onde foi preso por homicídio. Ela será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde ficará a disposição da Justiça.

Rute Oliveira, 33, esposa de Ivanilson Gonçalves Juvêncio, 34, morto com uma facada (Foto: Sandro Pereira)