Médico é preso por abusar sexualmente de adolescente em Itapiranga, no AM

A vítima, um menino de 13 anos, relatou aos policiais que o homem tocou em suas partes íntimas. Essa não é primeira vez que ele ataca jovens no consultório

Manaus, AM -Nesta terça-feira (25), a Polícia Civil do Amazonas prendeu um médico de 60 anos, pelo crime de estupro de vulnerável, que teve como vítima um adolescente de 13 anos. O crime ocorreu no dia 8 de abril deste ano, nas dependências de uma unidade hospitalar daquele município.

O delegado Aldiney Nogueira, titular da 38ª DIP, informou que as investigações iniciaram após a mãe da vítima denunciar o abuso sexual sofrido pelo filho, que ocorreu durante um atendimento médico na unidade hospitalar, após o adolescente se acidentar e precisar fazer curativos na cabeça.

“O adolescente relatou aos policiais que o homem o levou para trás do biombo da sala de atendimento, afirmando que iria realizar alguns exames nele, e aproveitou a ocasião para tocar em suas partes íntimas. Após tomarmos conhecimento do caso, iniciamos as diligências e ouvimos testemunhas e servidores do hospital. Constatamos que o médico já vinha sofrendo denúncias deste teor há pelo menos 30 anos”, informou Nogueira.

Durante as investigações, a autoridade policial teve conhecimento de que o autor do crime já havia sido preso em flagrante no dia 12 de abril deste ano, no município de São Sebastião do Uatumã (distante 247 quilômetros de Manaus), pelo estupro de um adolescente de 16 anos, também cometido após atendimento médico.

“Nessa ocasião, o médico teria convidado a vítima para o hotel em que estava hospedado, sob a alegação de que compraria um remédio para ele, e o levou para o quarto onde praticou o estupro”, informou.

Com base nessas informações e prezando pela segurança de outros adolescentes, tendo em vista que as informações levantadas durante as investigações da DIP indicavam que em liberdade o médico poderia fazer novas vítimas, foi representada à Justiça pela prisão dele. A ordem judicial foi expedida no dia 20 de maio deste ano, pela juíza Tânia Mara Granito, da Comarca de Itapiranga.

Procedimentos – O indivíduo irá responder por estupro de vulnerável. Ao término dos trâmites cabíveis na unidade policial, o infrator será transferido para a Unidade Prisional de Itacoatiara, onde ficará à disposição da Justiça.

*Com informações da Assessoria

Anúncio