Motorista de aplicativo é raptado e agredido por assaltantes em Manaus

Vítima foi abordada por grupo de assaltantes na noite de sábado e encontrado na manhã deste domingo em ramal da zona leste

Manaus – O motorista de aplicativo, José Roberto da Silva Ferreira, 42, foi raptado no início da madrugada deste domingo (18), na Rua Mal Rodoanel, bairro Zumbi, zona leste de Manaus. Cinco homens o abordaram e anunciaram o assalto. Seu celular foi levado pelos criminosos e Roberto foi encontrado apenas na manhã deste domingo, com marcas de agressão no ramal da Gisele, Distrito Industrial 2.

Conforme familiares, Roberto é motorista ônibus do transporte particular e, nas horas vagas, trabalha como motorista de serviço de aplicativo. Na noite de sábado (17), ele deixou o ônibus na empresa que trabalha e saiu no seu carro, modelo Gol, de cor branca, para fazer o serviço de aplicativo.

blank

Familiares encontraram veículo por meio de GPS (Foto: Divulgação)

Segundo o irmão da vítima, Ademar Joel da Silva, o último contato com a família foi por volta das 23h de sábado (17). No inicio da manhã, os familiares então rastrearam o carro pelo serviço de GPS. A localização dada era na Rua Chico Mendes, no Zumbi. Os familiares foram ao local e recuperaram o veículo, mas não sabiam o paradeiro de José Roberto.

O irmão da vítima contou que procuraram o 14º Distrito Integrado de polícia (DIP) para registrar o desaparecimento. Colegas de profissão da vítima então passaram mensagens por meio das redes sociais, noticiando o sumiço de José Roberto.

blank

Motorista foi encontrado com ferimentos no rosto horas após ser abordado pelos assaltantes, segundo familiares (Foto: Divulgação)

“O carro estava com uma camisa azul no banco de trás e com a tela do DVD quebrada. Acho que eles pensavam que seria o GPS. Eles também retiraram o retrovisores e tinha um cinto de segurança extra, possivelmente iam amarrar meu irmão. Quando vimos o estado do carro, ficamos desesperados mas, graças a Deus, ele foi encontrado logo em seguida”, disse o irmão.

Por volta das 9h30 deste domingo, a família recebeu uma foto de José Roberto com o rosto machucado e foi acionada para o reconhecimento. A vítima foi encaminhada ao Hospital e Pronto Socorro João Lúcio, no São José, zona Leste, com alguns ferimentos e recebeu atendimento médico.

“Nós agradecemos a imprensa que nos ajudou a encontrá-lo. Nós procuramos ele por conta própria e os profissionais da impressa ajudaram na divulgação e em pouco tempo nós o achamos, graças a Deus com vida”, disse a cunhada da vítima, Maria do Rosário.

Ainda de acordo com o relato dos familiares, possivelmente cinco homens o abordaram, anunciaram o assalto para usar o carro para cometer outros crimes. Então tentaram colocar a vítima no porta-malas, mas não conseguiram e a agrediram. O abandoaram no Ramal da Gisele e o carro próximo no local que o assalto foi praticado. Como o celular foi levado pelos assaltantes, a família espera que ele seja rastreado e que os suspeitos sejam presos.