Motorista do Samu é morto a tiros dentro de cemitério no São Raimundo

Renan Ferreira Picanço, 34, tinha acabado de sair do trabalho, quando o crime aconteceu. Vítima tinha passagem pela polícia

Manaus – Renan Ferreira Picanço, 35, foi morto a tiros, no fim da tarde desta quarta-feira (19), dentro do Cemitério Santa Helena, na Rua Jerônimo Ribeiro, bairro São Raimundo, zona oeste da capital. Ele era motorista do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e tinha acabado de sair do trabalho, quando o crime aconteceu.

Renan foi morto a tiros dentro do Cemitério Santa Helena, no São Raimundo (Foto: Stephane Simões/Divulgação)

Segundo informações de testemunhas, a vítima foi levada ao local, em um carro, modelo Ford Fiesta, de cor preta e placa não identificada. Uma briga começou dentro do veículo e, em seguida, foram efetuados cerca de cinco disparos de arma de fogo. Posteriormente, o corpo de Renan foi jogado para fora do carro, no cemitério.

A polícia suspeita que o condutor do veículo tenha passado por cima da vítima, pois a mesma estava com o braço quebrado. O carro utilizado no crime foi encontrado horas depois, na Avenida Brasil, bairro Santo Antônio, também na zona oeste. Não se sabe ao certo quantas pessoas teriam participado do crime.

Renan já tinha passagem pela polícia. Ele foi preso no dia 24 de agosto de 2018, com mais duas pessoas, no bairro da Glória, em posse de uma sacola de plástico contendo porções de substâncias entorpecentes, além de uma arma de fogo calibre 38, com três munições intactas e duas deflagradas. Na ocasião, ele ainda trocou tiros com a polícia e foi autuado em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico, homicídio tentado, e porte ilegal de arma de fogo de uso permitido.

Por conta do envolvimento da vítima com o tráfico, a polícia suspeita de que o crime tenha sido um acerto de contas. O corpo de Renan foi removido para o Instituto Médico Legal (IML), na zona norte. O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Nota

Em nota enviada pela Prefeitura de Manaus, o servidor da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Renan Ferreira Picanço, 35, motorista do Serviço de Transporte Sanitário – SOS Vida, foi encontrado morto nesta quarta-feira (19), na área interna do Cemitério Santa Helena, localizado no bairro São Raimundo, zona oeste da cidade.

O carro que ele conduzia, modelo Fiesta Hatch, pertencente ao município, foi localizado na Avenida Brasil, próximo à Base Oeste do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192 Manaus).

O servidor, que estava na Semsa desde novembro de 2012 como estatutário, se encontrava no exercício regular da função, sendo visto ainda nesta quarta exercendo suas atividades.

Após ser informada sobre a morte do servidor, a Semsa entrou em contato com a família de Renan, explicando o ocorrido e oferecendo o suporte necessário aos parentes da vítima. A nota informa que está sendo registrado o Boletim de Ocorrência junto à Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), para adoção das medidas necessárias, cabendo à mesma a investigação do caso.

O prefeito Arthur Virgílio Neto lamentou o ocorrido e destacou novamente os altos índices de violência na cidade.

***Matéria atualizada as 21h32 para acréscimo de informações***

Anúncio