Mulher é detida após manter abatedouro clandestino de aves, diz polícia

O local foi lacrado e os policiais aplicaram uma multa à mulher que vai responder por maus-tratos a animais e crime contra a relação de consumo

Manaus – A Polícia Civil informou, na noite desta terça-feira (12), a detenção de uma mulher, de 58 anos, denunciada por manter um abatedouro clandestino de aves, em um sítio, no quilômetro 35 da AM-010 (Manaus-Rio Preto da Eva).

Aves foram encontradas aprisionadas irregularmente (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

O delegado Eduardo Paixão, titular da Delegacia Especializada em Crimes contra o Consumidor (Decon), informou que foram encontradas 12 caixas que mantinham 20 aves aprisionadas de forma irregular. “Ao retirarmos as aves, descobrimos outras aves mortas dentro das caixas. Um verdadeiro descaso com esses animais que comoveu todos os envolvidos na operação”, disse.

A mulher responsável pelo sítio, segundo o delegado, não apresentou licença sanitária para o funcionamento do estabelecimento. O local foi lacrado e os policiais aplicaram uma multa à mulher que vai responder por maus-tratos a animais e crime contra a relação de consumo.