Mulher é flagrada tentando entrar na UPP com pães ‘recheados’ de maconha

Segundo a polícia, a dona de casa afirmou que iria receber R$ 20 pela entrega do entorpecente. A droga estava escondida dentro de oito pães

Manaus – A dona de casa Ivia Monique Castro Pereira, 28, foi presa, na tarde desta terça-feira (2), após tentar entrar com oito pães recheados de maconha na Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), no Ramal Bela Vista, bairro Puraquequara, zona leste da capital. Os pães estavam fechados mas foram cortados por funcionários do presídio, durante o procedimento de revista, conforme afirmou o delegado Cícero Túlio, do 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Droga seria entregue a detento preso na Unidade Prisional do Puraquequara (Foto: Divulgação/PC)

O entorpecente, sendo sete porções de maconha e uma de cocaína, seria entregue para o detento Mauro Lima Dias, 26, que está preso por furto qualificado na unidade prisional.

Consta no site do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) que Mauro e um comparsa foram presos no dia 7 de novembro de 2017, suspeitos de furto qualificado em uma drogaria, localizada na Doutor Theomário Pinto, bairro Chapada, zona centro-sul da capital.

Na ocasião, os suspeitos quebraram a vidraça da drogaria e levaram 91 frascos de desodorantes, avaliados em R$ 1,5 mil, segundo consta no processo disponível no site do TJAM.

De acordo com o delegado Cícero Túlio, a mulher alegou, durante depoimento, que não conhece o detento para quem a droga seria entregue e que foi abordada por uma mulher, em via pública, que ofereceu a quantia de R$ 20, para que ela levasse os pães para o detento.

“Os pães foram assados com a droga dentro, porque estavam todos fechados. A suspeita alegou que não sabia que tinha droga dentro dos alimentos”, disse.

Ivia foi levada para o 14º DIP, onde foi autuada por tráfico de drogas. Segundo o delegado Cícero Túlio, a mulher deve ser levada nesta quarta-feira (3), para uma audiência de custódia, no Fórum Henoch Reis.

Anúncio