Mulher é presa suspeita de envolvimento no homicídio do próprio irmão

Segundo a polícia, Patrícia teria traçado o plano de execução do próprio irmão, que foi executado pelo marido dela

Manaus – A polícia cumpriu na manhã desta sexta-feira (4), mandado de prisão preventiva em nome de Patrícia Melo da Silva, 41, por envolvimento no homicídio do próprio irmão, identificado como Antônio Ferreira da Silva Júnior, de 44 anos.

Segundo a polícia, Patrícia resolveu matar o irmão, pois ele era o único que tinha conhecimento de ‘transações ilegais’ que ela praticava (Foto: Divulgação/PC)

A prisão ocorreu nas dependências do 12º Distrito Integrado de Polícia (DIP), em Manaus, enquanto a infratora prestava depoimento sobre outro procedimento policial. De acordo com o delegado Filgueras, o crime aconteceu na manhã do dia 16 de agosto deste ano, no ramal do Itapiranga, em Silves. Na ocasião, Pedro Pinto, companheiro de Patrícia, acompanhado de um comparsa, ainda não identificado pela polícia, seguiu o carro que Antônio conduzia, ocupado por mais três pessoas, dentre elas, a mãe da vítima e de Patrícia. Durante perseguição, o condutor do segundo veículo bateu, propositalmente, duas vezes no automóvel de Antônio, causando o capotamento do veículo.

“Depois de causar o acidente, a dupla se dirigiu até o veículo e desferiu golpes, fatais, de faca em Antônio. Após o andamento das diligências, conseguimos efetuar a prisão de Pedro, e constatamos que Patrícia foi a principal mentora do homicídio do próprio irmão, por ele ser a única testemunha das transações irregulares que ela praticava sobre os bens do ex-companheiro dela, que havia falecido”, explicou a autoridade policial.

Filgueras destacou, ainda, que ao se sentir ameaçada pelo irmão, Patrícia decidiu traçar o plano de execução dele, que foi colocado em prática, após a infratora obter informações de que Antônio trafegaria pela estrada supracitada.

“As investigações em torno do caso irão prosseguir até que o comparsa de Pedro seja localizado por nossa equipe”, garantiu o delegado Filgueras.

Anúncio