No AM, advogado é detido suspeito de agredir empresário após tentar entrar em festa sem pagar

De acordo com a vítima das agressões, o advogado queria entrar no local sem pagar, alegando que não precisava porque tinha carteira da OAB

Manaus – O advogado Olímpio Guedes Olavo Junior, idade não divulgada, foi detido, na madrugada desta segunda-feira (18), por suspeita de agredir com um soco o dono de uma casa noturna, em (Tabatinga a 1.105 quilômetros de Manaus). De acordo com informações do Comando de Policiamento do Interior (CPI), as agressões começaram depois de Guedes tentar entrar no local sem pagar entrada, alegando que não precisava porque tinha carteira da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Advogado tentou entrar em festa sem pagar, apresentando apenas a carteira da OAB (Foto: Reprodução)

Conforme o CPI, o dono da casa noturna, identificado como Adriano Pereira Peixoto, de idade não informada, ligou para a polícia informando que havia sido agredido pelo advogado. Quando chegaram ao local, os policiais encontraram Olímpio, segundo a Polícia Militar (PM), visivelmente embriagado.

Aos policiais, o empresário informou que o advogado se revoltou após ser impedido de entrar na casa noturna sem pagar. De acordo com o dono do local, Olímpio mostrou apenas a carteira da OAB e foi informado que o documento não dava direito de isentar o pagamento.

As agressões foram gravadas pelo circuito de câmeras da boate e foram repassadas à polícia. Segundo o CPI, quando os policiais chegaram ao local, foram agredidos com palavras de baixo calão.

Mesmo assim, o advogado foi detido e levado a Delegacia Interativa de Tabatinga, onde Olímpio assinou a um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e em seguida foi liberado. A reportagem entrou em contato com a OAB pedindo uma resposta sobre a situação mas, até a publicação desta matéria, não obteve resposta.