Nove homens são presos durante operação em diferentes zonas de Manaus

Dentre os presos, dois eram foragidos do Centro de Detenção Provisória de Manaus 2 (CDPM 2). Na ação, cinco armas de fogo, mais de 120 munições e diversas porções de drogas foram apreendidos

Manaus – Nove homens foram presos, na manhã desta terça-feira (16), durante uma operação realizada por policiais militares da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam) no Igarapé do Quarenta, no bairro Japiim, zona sul, no bairro da União, na zona centro-sul, além do bairro Nova Esperança, zona centro-oeste. Dentre os presos, dois eram foragidos do Centro de Detenção Provisória de Manaus 2 (CDPM 2), segundo o comandante da Polícia Militar (PM) Cláudio Silva. Na ação, cinco armas de fogo, mais de 120 munições e diversas porções de drogas foram apreendidos.

Nove homens são presos durante operação da Rocam em diferentes zonas de Manaus. (Foto: Raquel Miranda/RDC)

Foram presos Kennedy Lima Pinto, 18, Ítalo Barroso de Lima, 21, Jhonata Jadson do Nascimento Barroso, 21, Oyama da Silva Mendes Junior, 22, Anderson Souza de Jesus, 23, Marlon Duarte da Silva, 24, e Patrick de Castro Barroso, 24. No bairro da União, os policiais recapturaram os foragidos Cleiton Leal de Alencar, 21, e Francisco Lima da Silva, 32.

Durante a operação, foram apreendidas um arma caseira e cinco armas de fogo, sendo um revólver calibre 38, duas pistolas 380, uma espingarda calibre 12 e uma submetralhadora. Foram apreendidas, ainda, 50 munições de 9mm, 50 munições de 380, 11 munições de PT 40 e 12 munições de calibre 12, além de 19 pinos de cocaína, 56 trouxinhas de maconha e 30 trouxinhas de oxi.

“Nós conseguimos fazer a prisão desses infratores com um arsenal muito potente de armas, que normalmente são as armas que eles utilizam para uma facção atacar a outra”, afirmou o comandante da PM, Cláudio Silva.

Segundo o titular da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), coronel Amadeu Soares, a operação foi em decorrência do homicídio ocorrido na noite desta segunda-feira (15), no bairro Santa Luzia, na zona sul. Os policiais receberam informações a respeito do homicídio e de que a população estava sendo coagida pelo tráfico.

“Eu quero deixar muito claro para a população que nós não daremos trégua e seremos intransigentes com esse tipo de atitude. É essa a determinação do governador e nós iremos cumprir à risca”, ressaltou o titular da SSP-AM.