Operação ‘Adama’ apura crimes de extração ilegal de diamantes e falsidade ideológica no AM

Segundo as investigações, no ano de 2019, foram extraídos ilegalmente cerca de 57 quilates de diamantes de forma ilegal

Manaus –  Foi deflagrada, na manhã desta quarta-feira (16), a Operação ‘Adamas’, que investiga fatos relacionados a possíveis práticas dos crimes de usurpação de bens da União, falsidade ideológica e apresentação de informações falsas em processo administrativo junto à Agência Nacional de Mineração.

(Foto: Divulgação)

A ação da Polícia Federal visa a cumprir três mandados judiciais de busca e apreensão expedidos pela 7ª Vara Federal da Seção Judiciária do Amazonas, todos cumpridos na cidade de Manaus.

Segundo as investigações, no ano de 2019, foram extraídos ilegalmente cerca de 57 quilates de diamantes.

Constatou-se, nesse sentido, que não havia licenciamento ambiental para extração de diamantes na área informada. Identificou-se também, por meio de imagens de satélites, que, na área indicada no processo administrativo, não havia feições de garimpo.

blank

(Foto: Divulgação)

Os investigados poderão responder, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de usurpação de bens da União, falsidade ideológica a apresentação de dados falsos em processo administrativo ambiental. Se condenados, poderão cumprir pena de até 16 anos de reclusão.

Anúncio