Operação ‘Gleba’ cumpre oito mandados contra esquema de venda ilegal de terras em Manaus

Na casa de um dos envolvidos foram encontrados títulos de terra em branco, que seriam utilizados pelo suspeito

Manaus – Em coletiva de imprensa na manhã desta terça-feira (4), foram apresentados detalhes da operação deflagrada nesta manhã, que cumpriu 8 mandados de busca e apreensão nas residências de envolvidos no esquema de corrupção e venda ilegal de terras em Manaus. Essa é terceira fase que vem correndo de forma sigilosa.

Foram cumpridos 8 mandados de busca prisão na casa dos indiciados. Os suspeitos foram notificados a prestar depoimento.

Segundo o delegado Guilherme Torres, “Essa é uma operação que visa desarticular uma facção criminosa que atuava em uma secretaria, e que utilizavam da facilidade do quadro para a cometer crimes. Um ação criminosa que envolviam desde o protocolo até chefia de gabinete”.

Ainda segundo o delegado, “foram encontrados na casa de um dos suspeitos, títulos de terra em branco que eram utilizados para ‘esquentar’ documentos. Eles desmembravam terrenos grandes e colocavam em nome de terceiros para depois remembrar os processos que eram reagrupados em um só”.

O secretário de segurança afirmou que os crimes podem ter iniciado antes de 2018. “Foram 5 envolvidos que foram alvos dos 8 mandados. eram ex-funcionários exonerados, que usavam o crachá se valendo da condição e arrecadavam pessoas pra poder vender as terras de forma irregular, com participação de funcionários que ainda atuam na secretaria”, afirmou o delegado Guilherme.