Operação ‘Nova Esperança’ cumpre sete mandados de prisões em Manaus

As pessoas presas durante a operação respondem por roubo, tráfico de drogas, e têm passagem pela polícia

Manaus – Durante a operação “Nova Esperança”, que iniciou manhã desta quinta-feira (13), volta das 6h30, foram cumpridos sete mandados de prisões de pessoas envolvidas em roubos e tráfico de drogas, realizadas por policias civis do 5º, 19º, 20º e 21º Distritos Integrados de Polícia (DIPs), em diferentes pontos da zona oeste da capital.

Operação nova esperança (Foto: Divulgação)

 

(Foto: Divulgação)

Conforme o delegado, Guilherme Torres, titular do 19º DIP, a ação foi realizada pelos bairros Nova Esperança e Lírio do Vale, onde foi preso o traficante Allisson Gomes de Araújo, vulgo “Bombinha”, que era investigado pela polícia pelo crime de tráfico de drogas. “Esse homem comandava o tráfico de drogas e recrutava pessoas para o tráfico. Investigando a área descobrimos os crimes de roubos e tráfico, também, por isso foram feitos levantamentos e ao todo são 11 buscas de mandados e prisão. Nós conseguimos deflagrar o total de cinco pessoas e o cumprimento de sete mandados de busca e apreensão”, ressaltou o titular Guilherme Torres.

(Foto: Yago Frota / GDC)

As pessoas presas durante a operação que respondem por tráfico e roubo, têm passagem pela polícia como foi o caso de Lindonei Crispim dos Santos, Glaciane Lima Aguiar, Keila Batista Correia e Alan Pinheiro de Souza, que já haviam sido presos por assaltar residências e manter os moradores em refém. “Nas casas eles roubaram televisores, dinheiro, eles já haviam sido presos, mas nessa operação conseguimos prendê-los novamente”, disse o delegado Guilherme Torres.

A prisão preventiva em nomes destes seis suspeitos resultou na apreensão de munições de uma arma de fuzil calibre 556, uma balança de precisão, uma porção média de cocaína e uma quantia em dinheiro no valor de R$ 15 mil.

O objetivo da operação foi coibir a prática dos crimes de roubos e tráfico nos bairros da zona oeste da capital, como explicou o diretor da seccional oeste, Rodrigo Barreto. “Nossa grande preocupação nessa área ao realizar essa operação, é justamente, a segurança das pessoas que moram nessa região, das famílias que não se sentem seguras e pelo crescimento do tráfico”, disse o diretor da seccional oeste, Rodrigo Barreto.

Anúncio