Polícia identifica dez autores de linchamento contra homem, em Borba

Segundo a polícia, dez pessoas identificadas como autores das depredações prestam depoimento e outras quatro pessoas ainda faltam ser identificadas

Manaus- Os autores do linchamento que levou a morte de Gabriel Lima Cardoso, 18, no último domingo (8), já foram identificados, segundo a Polícia Civil do Amazonas. Moradores de Borba (a 151 quilômetros ao sul de Manaus) invadiram, na noite deste domingo (8), os prédios do 9° CIPM e da 74ª Delegacia Interativa de Polícia para retirar Gabriel, suspeito de estuprar e matar uma adolescente de 14 anos no último dia 4 de julho. Depois de ser retirado da delegacia, o jovem foi espancado e morto queimado.

Depois de ser retirado da delegacia, o jovem foi espancado e morto queimado. (Foto: Reprodução)

De acordo com o diretor do Departamento de Polícia do Interior (DPI), delegado Mateus Moreira, dez pessoas identificadas como autores das depredações já estão prestando depoimento. O delegado destacou ainda que será instaurado os procedimentos e que outras quatro pessoas ainda faltam ser identificadas. Segundo ele, as oitivas com os familiares da adolescente de 14 anos, que foi vítima do homicídio, assim como os de Gabriel, estão sendo realizadas.

Adolescente morta a facadas

A adolescente Patriciane Barros dos Santos, 14, foi assassinada com 16 facadas, na madrugada do último dia 4 de julho em Borba (a 151 quilômetros de Manaus). O corpo da jovem, segundo a assessoria de comunicação da Polícia Militar (PM), foi encontrado no quintal da casa de um pastor evangélico, pai do suspeito do crime, identificado como Gabriel Lima Cardoso, 18.

O corpo de Patriciane foi levado ao hospital da cidade, onde constataram que ela já estava morta. Ao todo, foram identificadas 16 perfurações de faca, sendo a maioria nas costas, peito e nuca. A faca usada no crime foi encontrada cravada no corpo da jovem.

Anúncio