Polícia prende mulher que matou menor a pauladas e depois queimou o corpo

Corpo de adolescente foi encontrado carbonizado em lixeira, no loteamento Fazendinha, zona Norte de Manaus

Manaus – Libian Fabrinne Baraúna Verás, 26, que assassinou com a ajuda de dois homens, em julho deste ano, a adolescente Mirelle dos Santos Carvalho, 17, foi presa pela Polícia Civil (PC).  Mirelle foi encontrada carbonizada, no loteamento Fazendinha, na zona norte de Manaus, no dia 31 de julho.

De acordo com o delegado adjunto da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Torquato Mozer, Libian liderava o tráfico na área junto com o companheiro dela, que não teve o nome divulgado. O crime, segundo a polícia, foi motivado por vingança. Libian assassinou a adolescente após ver uma foto da menor, em uma rede social, exibindo uma arma usada por traficantes do bairro.

O delegado explicou que antes de ser presa, dois soldados do tráfico que trabalhavam para Libian, Adriano Penedo da Silva, 23, e Fernando Bezerra de Souza Bentos, 19, que era namorado da adolescente, chegaram a ir ao 13º Distrito Integrado de Polícia (DIP), em agosto, onde confessaram o crime com intuito de proteger Libian.

Na delegacia a mulher escondeu o rosto e não comentou sobre o crime (Foto: Raquel Miranda)

Segundo o delegado, após investigações, a polícia descobriu que Libian havia praticado o crime com a ajuda da dupla. De acordo com o delegado, a mulher se revoltou ao ver na redes sociais a menor exibindo uma arma usada pelos traficantes que ela comandava. “Por revolta, a mulher mandou que a dupla marcasse um encontro com a adolescente”, explicou.

Brutalidade
Durante o encontro, em julho, Libian arrancou parte do couro cabeludo da adolescente e a agrediu com pauladas até a morte. Em seguida, enterraram o corpo da menina. Por medo de serem descobertos, a desenterraram e queimaram, em uma lixeira, na área do Fazendinha, onde o corpo foi encontrado no dia 31 de julho.

blank

Libian Fabrinne Baraúna Verás, 26, é apontada pela Polícia como autora do crime (Foto: Divulgação PM)

Prisão
Libian foi presa em cumprimento à um mandado de prisão expedido pela Justiça, em setembro deste ano. Ela foi localizada na última quinta-feira (21), na Avenida Mirra, no Bairro Jorge Teixeira, zona leste de Manaus.

Durante apresentação, nesta sexta-feira (22), Libian não quis comentar sobre o crime. A mulher estava, atualmente, no regime semiaberto e responde pelo crime de tráfico de drogas. Ela será enviada ao Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF) onde ficará à disposição da Justiça.

Anúncio