Polícia prende segundo suspeito de matar sargento reformado da PM

Joelson Ferreira Soares, 23, foi levado à Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), na zona leste de Manaus, na tarde desta quinta-feira (20)

Manaus – A polícia prendeu, na tarde desta quinta-feira (20), Joelson Ferreira Soares, 23, segundo suspeito de matar o sargento reformado da Polícia Militar (PM), Luís Carlos da Silva Costa, 56, durante uma tentativa de assalto a uma loja de eletrodomésticos, na zona leste de Manaus, na noite de quarta-feira (19). Na manhã desta quinta, Josué Ferreira Soares, 19, também foi preso suspeito de ser um dos envolvidos na morte do policial.

Policiais militares levaram suspeito até à sede da DEHS (Foto: Édria Caroline/Divulgação)

Na tarde desta quinta, Joelson foi levado à sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), na zona leste de Manaus, que está investigando o caso. Ele deve prestar depoimento à equipe da delegacia.

Joelson é o segundo suspeito da morte do sargento (Foto: Édria Caroline/Divulgação)

Josué foi foi encontrado dentro de um ônibus intermunicipal, no Km 30 da AM-010 (Manaus-Itacoatiara), quando fugia para Itacoatiara (a 176 quilômetros a leste de Manaus), local onde morava com a mulher e a filha. O suspeito foi preso dentro do banheiro do ônibus após ter sido agredido por quem estava no local.

Com ele, a polícia apreendeu três revólveres calibre 38. Conforme a Polícia Militar, este foi o armamento usado por Josué no momento do crime. À polícia, o homem afirmou que estava “arrependido demais”. Ele disse, ainda, que já havia cometido crimes quando era menor de idade, mas que essa foi a primeira vez que agiu criminosamente após atingir a maioridade.

Crime

O sargento trabalhava como segurança da loja de eletrodomésticos, localizada à Avenida Autaz Mirim, bairro Jorge Teixeira, zona leste. Três homens armados chegaram em um HB20 branco, de placas não identificadas pela polícia. O crime aconteceu por volta das 18h, quando a loja estava fechando. Ao todo, cinco pessoas participaram do ato e todos já foram identificados pela polícia.

Anúncio