Presidiário do semiaberto morre após confronto com PMs, na Cidade Nova

Segundo a polícia, ele é suspeito de ter assaltado um mercadinho e roubado uma moto, no loteamento Fazendinha. Durante abordagem, ele iniciou uma troca de tiros contra os policiais e acabou sendo atingido

Manaus – O presidiário do regime semiaberto Jarlison Roberto Goudinho dos Reis, 41, morreu após entrar em confronto com policiais do Grupamento de Radiopatrulhamento Aéreo (GRAer), da Polícia Militar (PM), na noite do último sábado (4), no loteamento Fazendinha, Bairro Cidade Nova, zona norte de Manaus. De acordo com informações do comandante do Policiamento Especializado (CPE), tenente-coronel Roberto Araújo, o homem é suspeito de ter assaltado um mercadinho, junto com outros comparsas, e roubado uma moto.

Revólver foi encontrado com o presidiário, segundo a polícia (Foto: Divulgação/PM)

Conforme as informações, policiais do Graer estavam em patrulhamento quando foram interceptados por um homem, que tinha acabado de ser assaltado. À polícia, ele informou que dois homens haviam roubado a motocicleta dele, após terem roubado o mercadinho.

Com base no GPS da moto, os policiais conseguiram chegar ao local onde o veículo estava abandonado. Quando chegaram na rua indicada pelo localizador, uma testemunha informou que a dupla já havia escapado, mas indicou para onde tinham ido.

Segundo a polícia, os policiais foram ao local indicado e conseguiram localizar os suspeitos. Durante tentativa de abordagem, um dos suspeitos passou a atirar contra a guarnição. Os policiais revidaram e acabaram atingindo Jarlison com um tiro no tórax.

Ele ainda chegou a ser socorrido e levado ao Hospital e Pronto-Socorro Dr. Platão Araújo, na zona leste, onde morreu logo depois. De acordo com a polícia, Jarlison Goudinho cumpria pena no semiaberto do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj). Com ele os policiais aprenderam um revólver calibre 38.