Quatro pessoas são baleadas durante tiroteio na Matriz; dois foram presos

Um haitiano está entre os feridos, segundo a PM. Os presos confessaram participação no crime mas não disseram a motivação

Manaus – Máximino Ferreira Santos, 23, e Richarleson Pereira Antunes, 29, foram presos com um revólver calibre 32, na tarde desta sexta-feira (17), apontados pela Polícia Militar (PM) como dois dos envolvidos no tiroteio, na Praça da Matriz, no Centro de Manaus, que terminou com quatro pessoas baleadas, conforme informações do soldado Edriew Ezaias, do patrulhamento Cosme e Damião, da PM.

Uma das vítimas baleadas, que deixou o local por conta própria, em um táxi, foi identificada como Vanildo Porto da Silva, 34, após procurar atendimento no Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio, na zona leste da capital. Ele foi atingido com um tiro no braço direito e permanece internado.

Dupla foi detida pela polícia com um revólver (Foto: Divulgação/PM)

As outras vítimas atingidas durante o tiroteio, e que foram atendidas ainda na Praça da Matriz, pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), foram identificadas pela polícia como sendo o haitiano Carnold Nelson, 36, Nívea Maria Carvalho Solimões, 37, e Agnaldo Macio da Silva, 44. Todos foram levados para o Pronto-Socorro 28 de Agosto, no bairro Adrianópolis, zona centro-sul da capital.

Segundo o soldado Edriew, o haitiano foi atingido no braço esquerdo, Nívea na mão esquerda e Agnaldo foi ferido no braço direito.

Segundo o PM, os dois suspeitos presos, confessaram participação no tiroteio, mas não relataram a motivação. Vanildo, que deixou a área da Matriz sem esperar atendimento, alegou à polícia que estava em uma parada de ônibus, quando foi atingido por uma bala perdida.

Máximino e Richarleson foram levados para o 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde prestam depoimento sobre o tiroteio.

Anúncio
Anúncio