Reconstituição do ‘Caso Flávio’ tem participação de todos os envolvidos

Advogados de defesa dos envolvidos também acompanharam a reconstituição. A entrada da imprensa não foi permitida no condomínio

Manaus – No final da tarde desta segunda-feira (18), policiais da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) começaram a reconstituição do assassinato do engenheiro Flávio Rodrigues, no Condomínio Residencial Passaredo, bairro Ponta Negra, zona oeste de Manaus. Todos os seis envolvidos no caso participaram da reconstituição que avançou pela noite.

Por volta das 15h30 peritos e delegados da DEHS deixaram a sede da especializada em direção ao local da reconstituição. Outro grupo saiu do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP) também em direção ao condomínio. Advogados de defesa dos envolvidos também acompanharam a reconstituição.

Segundo informado à imprensa, a defesa de Alejandro Valeiko, o advogado Félix Valois, deve convocar uma coletiva de imprensa, nesta terça-feira (19), para falar sobre o andamento da reconstituição. A entrada da imprensa não foi permitida no condomínio.

A entrada da imprensa não foi permitida no condomínio (Foto: Natasha Pinto/Divulgação)

‘Caso Flávio’

Flávio Rodrigues dos Santos, 42, foi encontrado morto, no início da tarde do dia 30 de setembro, em um terreno no bairro Tarumã, zona oeste de Manaus. O engenheiro estava desaparecido após participar de uma festa na casa de Alejandro Molina Valeiko, na noite anterior. De acordo com a perícia da DEHS, o homicídio aconteceu na noite do dia 29 de setembro.

Além de Valeiko, que é proprietário da casa, mais cinco suspeitos estão envolvidos no caso: Elielton Magno de Menezes Gomes Junior, 22; José Edvandro Martins de Souza Júnior, 31; o policial militar Eliseu da Paz de Souza, 37; o lutador de MMA Mayc Vinicius Teixeira Parede, 37; e o chef de cozinha que morava na residência, Vitorio Del Gatto.

Anúncio