Suposto traficante de adolescentes é preso em Manaus

O homem identificado como Israel de Souza Melo foi detido durante a operação ‘Ponte Aérea’, que visa coibir o tráfico e exploração sexual de menores de idade

Manaus – Israel de Souza Melo, de 25 anos, foi preso na operação ‘Ponte Aérea’, na madrugada desta quinta-feira (10), suspeito de coordenar o transporte e embarque de três adolescentes, com idades entre 16 e 17 anos, para trabalhar em casa de entretenimento adulto, em São Paulo, onde elas seriam exploradas sexualmente.

As adolescentes foram resgatadas por policiais da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescentes (Depca), no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, no bairro Tarumã, no momento do embarque. O suspeito foi preso por tráfico interno de pessoas para fins de exploração sexual comercial, na Rua 2, da Comunidade Alfredo Nascimento, bairro Cidade de Deus, zona norte de Manaus.

De acordo com a polícia, as investigações sobre o caso iniciaram no último sábado (5), por meio de uma denúncia anônima informando que havia, no aeroporto, uma adolescente que estava sendo aliciada e viajaria para trabalhar em uma casa de massagem, em São Paulo.

“Começamos a nos aprofundar na investigação e conseguimos descobrir que haviam passagens aéreas em nome da adolescente em um voo que sairia de Manaus com escala em Brasília e destino final em São Paulo. Com a mesma reserva, identificamos, junto a adolescente, mais três adolescentes que estavam fora da denúncia”, contou a delegada da Especializada, Joyce Coelho.

Israel de Souza Melo recebia R$ 200, por adolescente (Foto: Yago Frota)

Ainda segundo ela, no momento da abordagem das adolescentes a polícia solicitou documentos de identificação, foi quando os fatos foram relatados. “Durante a abordagem, descobrimos que o caso se tratava de tráfico interno. As vítimas foram iludidas com a proposta de ganhar dinheiro e manter um relacionamento com pessoas ricas.” salientou Joyce.

Conforme a delegada, exploração sexual é crime e diante desta situação a vítima nunca é culpada. “Se ela já praticava (o ato), todas as pessoas que pagaram por esse tipo de programa serão responsabilizadas. Essa é considerada uma prisão extremamente importante para mostrar o crime de tráfico e que nossas meninas estão sendo levadas. Muitas vezes as adolescentes são levadas e não se têm mais notícia. Fica somente o Boletim de Ocorrência do desaparecimento”, finalizou ela.

Brasil

As investigações apontam, também, que há adolescentes na Bahia e no Maranhão. O suspeito é apontado como membro de uma equipe de agenciamento que tinha um ‘braço’ em Manaus e supostamente é coordenada de São Paulo. Israel era responsável em atuar na parte do agenciamento, compra de bilhetes aéreos e transporte. O suspeito procurava “meninas bonitas com perfil em redes sociais”.

Israel, que recebia R$ 200 por cada adolescente, foi autuado em flagrante por tráfico interno de pessoas para fins de exploração sexual comercial. Ao término dos procedimentos na Depca, ele será encaminhado para audiência de custódia, no Fórum Ministro Henoch Reis, bairro São Francisco.

Anúncio