Suspeita de sequestrar bebê é presa em Manaus; criança já está com a família

Sequestro aconteceu durante uma visita de Gracilene Castro de Souza à mãe da bebê, no bairro Japiim 1. Suspeita foi localizada com a criança no Tancredo Neves

Manaus – Gracilene Castro de Souza, 46, foi presa em flagrante, na manhã desta terça-feira (31), na Rua Senador João Bosco, bairro Tancredo Neves, zona leste de Manaus, suspeita de sequestrar um bebê de dois meses. O fato aconteceu nas primeiras horas desta terça, na Rua 31 de Julho, bairro Japiim 1, zona sul da capital. A criança foi resgatada horas depois, em uma via pública, junto com a mulher.

Gracilene foi presa em flagrante, suspeita de sequestrar um bebê de dois meses (Foto: Stephane Simões/Divulgação)

Segundo informações repassadas pelo tio da mãe da criança, Paulo Dutra, 61, a suspeita conheceu a mãe do bebê, identificada como Claudia Lopes, quando a criança nasceu, na Maternidade Balbina Mestrinho, no bairro Cachoeirinha, zona sul. Desde então, Graciele e Claudia mantiveram contato.

Nesta segunda-feira (30), Gracilene foi visitar Claudia e pediu para dormir na casa da conhecida, alegando que não conseguiria voltar para a própria casa por conta da chuva. Na manhã desta terça, Claudia pediu que a mulher cuidasse da bebê, enquanto ela ia tomar banho. A suspeita, então, aproveitou a oportunidade e fugiu com a criança.

Em seguida, Claudia percebeu que Gracilene havia fugido com a bebê. Ela saiu de casa e passou a procurar pelas proximidades, mas não conseguiu localizá-las. Um dos moradores da área disse que chegou a ver o momento em que a mulher saiu com a criança.

Claudia procurou a 3ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) para informar o caso. Policiais militares que atenderam a ocorrência iniciaram as buscas pela região, mas não conseguiram encontrar a suspeita.

“Uma denúncia informou o local onde ela (Gracilene) estava. Nós fomos até o endereço informado e conseguimos encontrá-la. Ela foi detida, nós recuperamos a bebê e trouxemos todos para a Depca (Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente)”, disse o o tenente G. Santos, da 3ª Cicom.

O companheiro de Gracilene, o pedreiro Francisco Edinardo, 46, contou que ele e a mulher são de Fortaleza, Ceará. Eles vieram para Manaus há alguns meses e Gracilene afirmava que estava grávida. Edinardo informou ainda que Gracilene afirmou ter ganhado bebê em agosto, mas que a criança precisou ficar internada na UTI, por questões de saúde.

“Ela saiu de casa, ontem (segunda, 30), dizendo que ia buscar a neném na maternidade. Durante todo esse tempo, ela não permitia que eu visse a criança, porque ela estava na UTI, e por isso eu não podia visitar”, contou.

A mulher, presa em flagrante, prestou depoimento na Depca, onde deve ser definido por qual crime irá responder. A criança já está sob os cuidados da família.