Suspeito de estuprar estudante no prédio da Santa Casa é preso

De acordo com a Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), o suspeito já responde por outro estupro de vulnerável, praticado em 2017, contra uma adolescente de 14 anos

Manaus – George Soares da Silva Júnior, 25, foi preso, nesta terça-feira (19), suspeito de estuprar uma estudante de 16 anos, no dia 11 deste mês, no prédio abandonado onde funcionava a Santa Casa de Misericórdia, na Rua 10 de Julho, bairro Centro, zona sul da capital. De acordo com a Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), o suspeito já responde por outro estupro de vulnerável, praticado em 2017, contra uma adolescente de 14 anos.

O estupro do dia 11 ocorreu enquanto a vítima se dirigia para escola, por volta das 6h. Ela foi abordada pelo suspeito e obrigada a entrar no prédio abandonado. Após o ato, a adolescente saiu correndo e pediu ajuda de pessoas que passavam nas proximidades do local. O homem chegou a ameaçar a vítima de morte caso ela realizasse uma denúncia.

George Soares da Silva Júnior, 25, conhecido como ‘Neguinho’, foi preso suspeito de estuprar uma estudante de 16 anos (Foto: Yago Frota)

Segundo a delegada Joyce Coelho, da Depca, por meio de câmeras de segurança foi possível chegar até o suspeito, conhecido como ‘Neguinho’, que no dia da ação, estava com uma barra de ferro utilizada para ameaçar a vítima. “O estuprador abordou a adolescente no caminho da escola, a levou ao prédio abandonado e consumou o estupro. Durante a ação, ele foi muito violento e ficamos muito preocupados com esse crime, a forma de como foi realizado. Todas as pessoas que por ali passassem seriam vítimas em potencial, considerando que pelas declarações iniciais da vítima, o suspeito era um morador de rua e muitas pessoas estariam correndo risco”, disse a delegada.

Joyce revelou, ainda, que George vive nos arredores do Mercado Adolpho Lisboa, que repara carros e com o dinheiro adquirido compra drogas e bebidas alcoólicas. “Após a expedição do mandado de prisão, a polícia constatou que suspeito já responde a um crime de estupro ocorrido, em 2017, onde a vítima foi uma adolescente de 14 anos. Na ação, o suspeito teria usado uma faca. Ele é um estuprador perigoso e que se utiliza do fato de ser portador de doença mental para cometer os delitos”, finalizou.

George foi indiciado por estupro de vulnerável e ao término dos procedimentos cabíveis ele será levado para audiência de custódia, no Fórum Ministro Henoch Reis, no bairro São Francisco, zona sul de Manaus.

Anúncio