Suspeito de integrar quadrilha criminosa é preso com munição capaz de derrubar avião, diz SSP

Alex Bruno Soares Lopes, 27, foi preso por suspeita de integrar uma organização criminosa responsável pelo tráfico interestadual de drogas. Uma mulher também foi presa

Manaus – Alex Bruno Soares Lopes, 27, foi preso na tarde desta sexta-feira (8) por policiais da Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência (Seai), da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), por suspeita de integrar uma organização criminosa responsável pelo tráfico interestadual de drogas.

Alex Bruno será encaminhado ao CDPM, onde responderá pelos crimes de tráfico de drogas, organização criminosa, associação para o tráfico, posse e porte ilegal de munição e arma de fogo. (Foto: Yago Frota/Divulgação)

O suspeito foi preso em uma empresa onde trabalhava como motorista, no bairro Santa Etelvina, zona norte de Manaus. Na casa de Alex, no bairro Monte das Oliveiras, os policiais apreenderam 85 munições calibre ponto 30 que, segundo o coordenador de operações da Seai, delegado Denis Pinho, tem capacidade de derrubar aviões e são normalmente usadas em países como Chile e Colômbia, que fazem fronteira com o Brasil.

Além de Alex, Lisania Izidoro Figueiredo, 30, também foi presa suspeita de integrar a quadrilha, de acordo com as investigações da Seai. “Ela fazia a lavagem de dinheiro da quadrilha, fornecendo contas correntes diversas para que a quadrilha pudesse movimentar os lucros financeiros oriundos do tráfico de drogas de maneira livre”, expliou o delegado Denis Pinho. Lisania já estava presa, de forma temporária, na cadeia pública do município de Tabatinga (a 1.108 quilômetros a oeste de Manaus) por tráfico de drogas e agora sua prisão foi convertida para provisória.

Após os procedimentos, Alex Bruno será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde responderá pelos crimes de tráfico de drogas, organização criminosa, associação para o tráfico, posse e porte ilegal de munição e arma de fogo, já que da primeira vez que Alex foi encontrado, um forte armamento também foi encontrado com ele. Na ocasião ele conseguiu escapar dos policiais.

De acordo com a Seai, munições têm capacidade de derrubar aviões e são normalmente usadas em países como Chile e Colômbia, que fazem fronteira com o Brasil. (Foto: Yago Frota/Divulgação)

Operação Banzeiro

Alex Bruno e Lisania Izidoro são suspeitos de fazer parte de uma organização criminosa responsável pelo tráfico de drogas interestadual. No dia 5 de abril deste ano, 13 pessoas foram presas por suspeitas de integrar esta mesma quadrilha. Na ocasião, a polícia conseguiu apreender dois revólveres calibre 38, uma pistola 380, um rifle calibre 44, munições e uma metralhadora ponto 30.

“Cerca de cinco mandados para integrantes desta mesma quadrilha continuam em aberto, mas nós já estamos no encalço dos suspeitos”, afirmou o coordenador da Seai.

Anúncio