Suspeito de liderar tráfico de drogas no Jorge Teixeira é preso com drogas e munições

Segundo a polícia, ‘Luquinha’ também é investigado por suspeita de envolvimento em homicídios ocorridos na zona leste de Manaus

Manaus – Lucas Vieira Cavalcante de Abreu, 20, o ‘Luquinha’, identificado pela Polícia Civil (PC) como atual líder do tráfico de drogas no bairro Jorge Teixeira, na zona leste de Manaus, e investigado por suspeita de envolvimento em homicídios na região, foi preso na última quinta-feira (4). De acordo com o delegado especializado em Roubos e Furtos de Veículos, Rafael Allemand, no momento da prisão, a polícia encontrou com ele munições, droga e dinheiro.

Lucas voltou a ser autuado pelos crimes de posse irregular de munição do uso restrito e tráfico de drogas (Foto: Divulgação/PC)

Allemand informou que a DERFV recebeu informações de que Luquinha estava com um veículo clonado na casa onde morava, na Rua Carlos Braga, na quarta etapa do Jorge Teixeira, e também guardava um fuzil 556, que exibia em redes sociais.

Na última quinta-feira, os policiais conseguiram prender o suspeito enquanto ele passeava em uma motocicleta. Após a prisão, as equipes foram atá a casa dele, onde apreenderam três porções médias de cocaína e uma porção de maconha. Além da droga, foram encontrados, ainda, munições para pistola calibre 9 milímetros e ponto 40.

Também foram aprendidos R$ 504 em dinheiro. O carro informado na denúncia foi localizado mas não apresentava restrições. Conforme o delegado, a polícia tinha também informações de que Luquinha é integrante da facção criminosa Família do Norte (FDN) e era quem comandava o tráfico no Jorge Teixeira.

Consta no site do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) que Luquinha responde a quatro processos, sendo dois por receptação e dois pelo crimes do sistema nacional de armas.

Lucas voltou a ser autuado pelos crimes de posse irregular de munição do uso restrito e tráfico de drogas. Além desses crimes, ele também está sendo investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) por envolvimento em assassinatos na área da zona leste, segundo o delegado adjunto da DEHS, Rafael Campos.

O suspeito será encaminhado para audiência de custódia, ainda nesta sexta-feira, no Fórum Henoch Reis.

Anúncio
Anúncio