Suspeito por morte de bebê com tiro na cabeça é preso em Itacoatiara

Ele confessou que foi o autor dos disparos, mas não disse quem o acompanhava e quem teria dado a ordem para executar o crime

Manaus – Um homem de 29 anos, identificado pelas iniciais F.H.A.G.J, foi preso neste domingo como um dos suspeitos da morte de Maria Clara Magalhães Pereira, de um ano de idade, e da tentativa de homicídio do seu pai, Marinaldo Magalhães Costa. O crime aconteceu na noite de sexta-feira (09), em frente à casa da vítima na Rua Avaro Maia, Município de Itacoatiara Itacoatiara (Distante 250 quilômetros da capital). A equipe Coruja da Polícia Civil investigou caso e chegou a um dos autores. A apresentação foi na Delegacia Interativa de Polícia (Dip) do município.

(Foto: Divulgação)

O Delegado Lazaro Mendes Neto, do Dip de Itacoatiara informou que logo após o ocorrido, os investigadores de folga e também o delegado Paulo Barros Filho da Delegacia Especializada, foram chamados para investigar o caso e chegar até os autores do crime. Foi descoberto que após o crime, a dupla sofreu um acidente e abandou a moto, uma Titan de cor branca, com restrição de roubo. Após a perda da moto, a dupla roubou outra motocicleta de uma empresa de segurança e fugiu.

Leia mais: Família pede justiça por bebê morta com um tiro na cabeça em Itacoatiara

Após investigação, foi identificado o suspeito que estava de garupa da moto e teria realizado os disparos. Os policiais foram até o local que ele estava no Bairro da Paz e fizeram a prisão. O homem de 29 anos disse que morava há menos de um mês na cidade e teria vindo da capital Manaus. Ele confessou o crime e disse que foi o autor dos disparos, mas não disse quem o acompanhava e quem teria dado a ordem para executar o crime, já que relatou aos policiais que estava em uma “missão”. A polícia informou que ele já responde por outros crimes.

O suspeito foi levado a Unidade Prisional de Itacoatiara, onde responderá pelos crimes de Roubo Majorado, Receptação dolosa, Homicídio Tentado, Homicídio Qualificado na Modalidade Dolosa e Porte Ilegal de arma de fogo com numeração suprimida. O Delegado Lázaro informou que as investigações para prender o outro suspeito estão adiantadas e em breve a prisão vai ser feita.

Anúncio