Taxista é assassinado por dupla no Centro de Manaus; para a polícia, vítima foi confundida

Segundo testemunha, ‘Jotinha’ foi surpreendido por dois homens que chegaram em uma motocicleta, de placa e modelo não identificados. Após o crime, suspeitos fugiram

Manaus – Um taxista, identificado apenas como ‘Jotinha’, foi executado a tiros enquanto trabalhava, na noite desta terça-feira (9), na Avenida Joaquim Nabuco com a Rua Quitino Bocaiúva, no Centro de Manaus. De acordo com a polícia, dois dos disparos atingiram a cabeça da vítima.

De acordo com informações de outro taxista, que não quis se identificar, por medo de represálias, Jotinha foi surpreendido por dois homens que chegaram em uma motocicleta, de placa e modelo não identificados. Em seguida, os suspeitos atiraram várias vezes contra a vítima e fugiram após o crime.

Pelo menos dois tiros atingiram a cabeça do taxista (Foto: Layena Magalhães/Divulgação)

De acordo com policiais militares da 24ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), o crime aconteceu por volta das 19h. À polícia, populares relataram que o táxi utilizado por Jotinha para trabalhar era alugado e que ele dividia o carro com outro taxista. A polícia informou ainda que a vítima era conhecida na região por ser uma “boa pessoa” e que possivelmente os suspeitos o confundiram com outra pessoa.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado para o local do crime, onde constatou o óbito da vítima. O corpo do taxista foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML). Câmeras de segurança, instaladas próximas ao local onde Jotinha foi executado, irão ajudar nas investigações da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).