Taxista morre após ser baleado por assaltantes durante corrida, na Cachoeirinha

A dupla se passou por clientes e anunciou o assalto na Avenida Castelo Branco. Segundo a polícia, o taxista reagiu, foi baleado e colidiu o carro com uma árvore

Manaus – O taxista Marlon Thiago Souza Campos, 33, foi morto durante um assalto, na madrugada deste terça-feira (28), no Bairro Cachoeirinha, na zona sul de Manaus. De acordo com informações do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops), o motorista foi baleado por uma dupla, que conseguiu fugir. Após ser atingido, o homem perdeu o controle do veículo e bateu em uma árvore, no meio fio da Avenida Castelo Branco.

Vítima perdeu o controle do veículo e bateu em uma árvore, no meio fio da Avenida Castelo Branco (Foto: Raquel Miranda)

Investigadores da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) identificaram que Marlon tinha começado a trabalhar por volta das 23h, fazendo lotação na Rotatória da Suframa.

Ele estava em um táxi modelo Meriva, de placa NON-3607. Testemunhas informaram que ele pegou corrida com os dois suspeitos e, quando chegaram à Avenida Castelo Branco, anunciaram o assalto. Conforme informações repassadas à polícia, o taxista reagiu com spray de pimenta em um dos assaltantes. Durante a reação, o outro criminoso efetuou o disparo que atingiu a cabeça do motorista.

Ainda conforme a polícia, Marlon perdeu o controle do veículo e bateu em uma árvore no meio fio. Ele ainda chegou a ser socorrido e levado ao Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, na zona centro-sul, onde não resistiu e morreu.

No carro, a perícia encontrou um celular. Na DEHS não consta o que foi roubado pela dupla, que escapou, segundo testemunhas caminhando pela Avenida. O caso segue sob investigação da Especializada.

Anúncio