Treze pessoas são presas na operação ‘Mão de ferro’ no Careiro Castanho

Dentre as prisões, três ocorreram em flagrante por tráfico de drogas

Careiro Castanho – Com o objetivo de desmanchar uma organização criminosa envolvida em ataques contra prédios públicos e responsabilizar criminalmente os envolvidos, foi deflagrado nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (16), a operação “Mão de ferro” no município de Careiro Castanho (a 88 quilômetros de Manaus). A ação resultou na prisão de 13 pessoas em cumprimento a mandados de prisão preventiva.

A operação contou com a atuação de mais de 100 agentes da Polícia Militar, Polícia Civil, Departamento Integrado de Operações Aéreas (DIOA), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Força Nacional.

As investigações foram iniciadas pela Polícia Civil, logo após o registro de ataques a prédios públicos no município. No total, oito locais foram alvos de focos de incêndio, sendo duas escolas municipais, a secretaria de assistência social, secretaria de obras, prefeitura e centro de convivência do idoso.

Após a identificação dos suspeitos, a Justiça expediu os mandados de prisão e busca e apreensão. Durante a operação, um suspeito morreu em intervenção policial. Dentre as prisões, três ocorreram em flagrante por tráfico de drogas.

Os suspeitos foram autuados por seus respectivos crimes e conduzidos para delegacia de polícia do município. Foram mandados de prisão por crimes de Associação criminosa, tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo, receptação e homicídio. Todos os presos já possuíam antecedentes criminais e as investigações mostram que eles integram a organização criminosa que orquestrou os ataques em Manaus e em alguns municípios do estado.

Em depoimento, os suspeitos confessaram a autoria dos crimes. Ao final dos procedimentos, eles serão encaminhados para o sistema prisional.

Anúncio