Trio é preso suspeito de assaltar ônibus; preso disse que queria comprar comida para a filha

Anderson de Assis, 19, Marcelo Fragoso Cordeiro, 26, Vanderlei Rosa de Melo Júnior, 18, foram presos após assaltarem a linha de ônibus 102

Manaus – Anderson de Assis, 19, Marcelo Fragoso Cordeiro, 26, Vanderlei Rosa de Melo Júnior, 18, foram presos após assaltarem a linha de ônibus 102, na Avenida Kako Caminha, bairro São Jorge, zona oeste da capital, na tarde desta terça-feira (16), segundo informou o tenente da Polícia Militar (PM) Marcus Vinícius, da 5ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom). Anderson afirmou, à equipe de reportagem, que realizou o crime para poder comprar comida para a filha.

De acordo com o tenente, o trio roubou três celulares e saiu do ônibus sem roubar a renda da empresa de transporte que estava em posse do cobrador. Os três usaram uma arma falsa no roubo, que foi apreendido pela PM. Segundo uma das passageiras do ônibus, que pediu para não ser identificada na matéria, com medo de represálias, um dos homens se aproximou dela, a cutucou e exigiu que ela entregasse, a ele, o telefone celular. “Fiquei muito nervosa. Eu entreguei e ele foi embora. Não agrediram a gente, graças a Deus”, afirmou a mulher.

Trio foi preso na tarde desta terça-feira (16) (Foto: Filipe Távora/Divulgação)

Policiais da 5ª Cicom foram acionados por volta do meio-dia. “Estávamos em patrulhamento de rotina, quando soubemos da ocorrência pelo rádio da polícia. Nos deslocamos ao local, e, quando chegamos bem perto, uma das vítimas nos abordou”, disse o tenente. Após relato de uma dos passageiros assaltados, os policiais fizeram buscas e localizaram Anderson e Vanderlei, que estavam andando em via pública.

Marcelo foi detido e agredido por moradores. Em seguida, ele foi preso por policiais da 21ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), que se encontraram com o tenente Vinícius na Avenida Kako Caminha. O tenente levou, então, os três suspeitos ao 19° Distrito Integrado de Polícia (DIP), na zona oeste da capital, onde estão presos.