Trio matou família em Beruri ao buscar dinheiro na casa

Homens buscavam por R$ 14 mil. Crime aconteceu na quinta-feira (28). Ao todo, cinco pessoas de uma mesma família foram mortas, sendo três crianças

Manaus – Os três homens presos por envolvimento na morte de cinco pessoas de uma mesma família, entre elas três crianças, decidiram matar as vítimas após invadirem a casa onde a família morava para roubar R$ 14 mil, e não encontrarem o dinheiro. A informação é da delegada Suely Costa, diretora do Departamento de Polícia do Interior (DPI).

Conforme Costa, na tentativa de ocultar o crime bárbaro, os irmãos Marinilson Maciel dos Santos, 20, e Pedro Maciel dos Santos, 18, além de Antônio Carlos Ferreira dos Santos, 22, chegaram até a jogar gasolina na casa para simular um incêndio e dificultar as investigações em torno do caso. Eles foram presos por policiais militares da Força Tática de Manacapuru (a 68 quilômetros a oeste de Manaus), na manhã de domingo (31).

Trio foi autuado em flagrante por homicídio qualificado (Foto: Alailson Santos/Ascom PC-AM)

A chacina aconteceu na noite da última quinta-feira (28), na Comunidade Tapira, zona rural de Beruri (a 173 quilômetros a sudoeste de Manaus). O casal Lucivaldo de Oliveira Brasil, 22, e Mônica Almeida Lima, 21, e os dois filhos, Alexsandro Almeida Lima, 2, e Suelem de Lima Brasil, 4, além do primo das crianças, Marcos Oliveira dos Santos, 11, foram mortos a golpes de faca e marretadas.

Durante coletiva a imprensa na manhã desta segunda-feira (1º), na sede da Delegacia Geral da Polícia Civil, a delegada Suely informou que as investigações do caso irão continuar para apurar se existem mais pessoas envolvidas no crime. “No dia do crime, testemunhas oculares, que ouviram os gritos das vítimas, entraram embaixo da casa da família, que é de assoalho, e conseguiram ver os suspeitos. Naquele momento, ainda viram a mulher sendo morta. Os infratores foram identificados por essas testemunhas. Após serem presos, eles confessaram o crime e relataram que não encontraram o dinheiro no lugar”, disse.

De acordo com a delegada, os infratores informaram, ainda, que abordaram a família no quarto. “O pai estava na rede e foi imediatamente degolado por um dos autores. Uma das vítimas, a criança de quatro anos, estava na mesa da cozinha, jantando, no momento em que eles a mataram. Apesar de não encontrarem o dinheiro, os três indivíduos mataram todos da família porque queriam ocultar a autoria do crime, já que as crianças os conheciam, pois eles eram vizinhos da família”, explicou Suely.

Antônio, Marinilson e Pedro foram autuados em flagrante por homicídio qualificado e serão levados ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde devem ficar à disposição da Justiça.

Anúncio