Trio que roubou empresa de veículos, no Distrito, é preso pela Polícia

O trio chegou a levar a quantia de R$ 30 mil, em espécie, além dos celulares do funcionários

Manaus – Armando Ramos Takafaz, 26, o Bené, John Sullivan Rodrigues de Oliveira, 27, o JhonJhon, e Saulo Maciel das Chagas, 26, foram presos e indiciados por roubo majorado, na tarde desta terça-feira (19), no Bairro Colônia Antônio Aleixo, zona leste da capital. O trio é apontado como responsável pelo assalto a uma empresa prestadora de serviços veicular, em setembro deste ano.

Um quarto integrante, identificado como Jonas dos Santos Sarmento, 37, o Cachorrão, está foragido, segundo informações do delegado titular da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), Adriano Félix.

Trio praticou assalto, em setembro, e chegou a levar celulares e a quantia de R$30 mil da vítima (Foto: Raquel Miranda)

O assalto a empresa, localizada na Avenida Buriti, Bairro Distrito Industrial, zona leste de Manaus, ocorreu no dia 23 de setembro deste ano. No dia do crime, Saulo e John ficaram aguardando do lado de fora da empresa, enquanto Armando, em posse de um revólver calibre 38, adentrou no local acompanhado de Jonas. “Eles entraram na loja, por volta de 9h30, se passando por clientes. Em seguida, anunciaram o assalto e ameaçaram os funcionários. O grupo levou a quantia de R$ 30 mil em espécie, além dos celulares do funcionários”,  contou o delegado.

De acordo com Félix, o grupo contou com a ajuda de um funcionário da empresa identificado como Deiviso Igor Maia da Silva, 21. “Ele foi o responsável por informar o dia de pagamento dos funcionários”, acrescentou o delegado.

Ação 
Segundo o proprietário da empresa, Dorival Corrêa Rabelo, 47, no momento do assalto, cinco pessoas estavam na loja. Os suspeitos entraram na loja com uma caixa, deixaram no balcão e, em seguida, sacaram uma arma anunciando o assalto.

blank

Jonas dos Santos Sarmento, 37, o Cachorrão, está foragido, segundo informações do delegado titular da Derfd (Foto: Raquel Miranda)

“Eles colocaram a caixa no balcão e fizeram de conta que iam pegar uma peça, foi quando eles pegaram a arma e colocaram na minha cabeça e na de uma funcionária”, contou.

O empresário disse que sua esposa chegou a entregar R$ 10 mil para a dupla. “Eles disseram que queria mais, se não iriam nos matar. Minha esposa entregou o restante do dinheiro. Eles colocaram na cintura e saíram andando”, acrescentou.

Na fuga, segundo a Polícia, foi utilizado um veículo, modelo Saveiro, de cor vermelha e placa PHH-7206, que foi apreendida.

Félix acrescentou que o ex-funcionário Deiviso auxiliou na investigação em torno do caso e, por isso, responderá o processo em liberdade.

Amando, John e Saulo foram indiciados por roubo majorado e serão encaminhados ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM).

Anúncio