Velório de motorista é marcado por pedidos de justiça e segurança para a categoria

Outros motoristas compareceram ao velório para prestar homenagem ao amigo e companheiro de trabalho

Manaus – O velório do motorista de transporte por aplicativos José Roberto da Silva Ferreira, 42, aconteceu durante a manhã desta quarta-feira (21), em uma igreja Evangélica, localizada na rua Quinze de Novembro, no bairro Tancredo Neves, zona leste da cidade.

Ele foi raptado por cinco homens durante um assalto que aconteceu na madrugada deste domingo (18), na Rua Mal Rodoanel, Bairro Zumbi, Zona Leste de Manaus. Após ficar internado em um hospital particular, na zona sul de Manaus, ele não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade hospitalar ainda na noite desta terça-feira (21).

Compareceram ao velório outros motoristas de transporte por aplicativos  que faziam parte do grupo ‘Manaus Drive’, em que José Roberto também era integrante, e pediram justiça e segurança.

“Nós estamos aqui para prestar a nossa indignação e justiça, pela falta de segurança com a nossa categoria dos aplicativos. Nós queremos clamar justiça pelo nosso colega, porque a gente sai para trabalhar e não sabe a e vai voltar com vida para casa, para os braços da nossa família, levando o sustento da nossa casa, ou se vai voltar em uma maca, ou em um caixão”, disse Franclin Melo, motorista há 2 anos na categoria.

José Roberto deixou dois filhos menores e uma esposa, que não estava no velório por estar resolvendo pagamentos com a funerária. Ao D24am, a mãe da vítima, Judite da Silva, 58, falou com carinho sobre o filho, e também pediu justiça.

“O meu filho era um homem legal, trabalhador, gostava muito dele, era muito unido com a nossa família. E eu ainda não acredito que ele tá ali no caixão por causa dos bandidos que tiraram a vida dele. Eu peço justiça, eu quero justiça! Eu quero conhecer quem foi essa pessoa que fez essa crueldade com o pai de uma família que está deixando dois filhos”, disse.

O Crime

José Roberto da Silva Ferreira, 42, foi raptado na madrugada deste domingo (18), na Rua Mal Rodoanel, Bairro Zumbi, Zona Leste de Manaus. Cinco homens o abordaram, e anunciaram o assalto. Seu celular foi levado pelos assaltantes e Roberto foi encontrado na manhã com marcas de agressão no ramal da Gisele, Distrito Industrial dois, Zona Leste.

Na noite de sábado (17), ele deixou o ônibus na empresa que trabalha e saiu no seu carro, modelo Gol, de cor branca, para fazer o serviço de aplicativo. No inicio da manhã, os familiares então rastrearam o carro pelo serviço de GPS. A localização dada era na Rua Chico Mendes, No Bairro Zumbi. Os familiares então foram ao local e recuperaram o veículo, mas não sabiam o paradeiro de José Roberto.

Por volta das 09h30 da manhã, a família recebeu uma foto de José Roberto com o rosto machucado e foi perguntado se eles os reconheciam. A vítima foi encaminhada ao Hospital e Pronto Socorro João Lúcio, No Bairro São José, zona Leste, com alguns ferimentos de agressões e recebeu atendimento médico.

Segundo os familiares, possivelmente cinco homens o abordaram, anunciaram o assalto para usar o carro para cometer outros crimes. Então tentaram colocar no porta-malas, mas não conseguiram e agrediram. Os suspeitos abandoaram José no Ramal da Gisele, e o carro, próximo ao local que o assalto foi anunciado. Como o celular foi levado pelos assaltantes, a família espera que ele seja rastreado e que os suspeitos sejam presos.

Anúncio
Anúncio