Vendedor de churrasco é executado com cinco tiros, no Tancredo Neves

Segundo a polícia, o homem empurrava o carrinho de churrasco, na rua onde morava, quando foi assassinado. Ele iria concluir, no mês que vem, o curso técnico em Radiologia

Manaus – O vendedor de churrasco Maylson Guimarães Perrone, 27, foi executado com cinco tiros, na noite do último sábado (30), quando caminhava com a sogra dele, na rua da casa onde morava, no bairro Tancredo Neves, zona leste da capital. A vítima empurrava o carrinho de churrasco quando foi assassinada, conforme informações da mulher dele, a dona de casa Andreia Xavier da Silva, 29.

O vendedor caiu na frente de uma casa, na Rua Castanho. Três homens chegaram ao local em um carro Palio preto, estacionaram em outra rua e seguiram atrás da vítima, que foi alcançada e morta com cinco tiros, efetuados por um dos criminosos, conforme registro da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Homem foi morto na rua da casa onde morava, no Tancredo Neves (Foto: Sandro Pereira)

Segundo a DEHS, os disparos atingiram a cabeça, o rosto e o braço direito do vendedor de churrasco, que morreu no local. A sogra de Maylson, que não teve o nome e idade divulgados, foi poupada pelos criminosos.

Andreia Xavier contou que Maylson se formaria, no mês que vem, no curso técnico em radiologia. Segundo ela, há pouco mais de uma semana, o marido estava com um homem que foi morto no bairro. “O rapaz que morreu era amigo do meu marido. Ele estava com o carro no prego, e o Maylson foi ajudar. Passou uma viatura e fizeram uma foto, depois passou uma Parati e mataram o ‘Jhon Kenned'”, disse a mulher, que relatou não saber a motivação para a morte do marido.

Consta na DEHS que a autoria e motivação para o crime são desconhecidas pela especializada, que irá investigar o caso.

Anúncio