Políticos se solidarizam com Abdias ‘Cabucão’ após ser afastado por Wilson Lima

O humorista usou as redes sociais para mostrar sua indignação contra a perseguição que vem sofrendo por parte do governador

Manaus – Políticos do Amazonas se solidarizaram com o humorista  Thiago Caldeira, conhecido como Abdias, ‘O Cabucão’, após ser afastado por Wilson Lima de apresentar o Festival Folclórico de Parintins 2022. O humorista usou as redes sociais para mostrar sua indignação contra a perseguição que vem sofrendo por parte do governador.

(Foto: Reprodução/YouTube/Record News Manaus)

O Deputado Dermilson Chagas  disse em nota que “Thiago Caldeira merece a solidariedade de todo o povo do Amazonas porque está sofrendo uma perseguição praticada por uma gestão acostumada a essa prática”. Ele relembrou a perseguição sofrida pela jornalista Nauzila Campos, por funcionários da Cosama e por outros servidores que também foram perseguidos por fazerem críticas à gestão Wilson Lima.

Ele disse ainda em nota, que a gestão de Wilson “está sendo marcada pelo descaso na saúde, com crianças sendo atendidas no chão e idosos seminus em macas sem lençóis em corredores de hospitais, e, sobretudo, pela falta de segurança pública, com assaltos a ônibus e residências, roubos, estupros, corpos esquartejados encontrados em malas, entre outros crimes hediondos”  e ressaltou ainda que “Thiago Caldeira fez uma crítica como artista e não podemos aceitar que ele seja perseguido desta forma”.

Outro político que solidarizou com Thiago foi Amazonino Mendes, e falou que “é inaceitável um governante perseguir um trabalhador, um artista, um pai de família, um enlutado que perdeu seu pai na pandemia, como tantas outras famílias amazonenses.”

Ele ressaltou que “essa é uma conduta antidemocrática, típica de um déspota que não sabe viver com o contraditório, com a crítica”  e disse ainda que “políticos são funcionários do povo. Trabalham para o povo e pelo povo. Chega de desrespeito à nossa gente! Força Abdias!” disse Amazonino.

Anúncio