Prefeito Simão Peixoto escapa de cerco da polícia em uma voadeira no AM

Excêntrico, o prefeito coleciona processos e ficou famoso pelo temperamento forte

Manaus – Famoso por se meter em confusões e polêmicas, o prefeito de Borba (a 151 quilômetros ao sul de Manaus) sumiu e é alvo de mandado de prisão após a deflagração de operação do Ministério Público do Amazonas (MP-AM), contra organização criminosa suspeita de desviar recursos públicos que totalizam R$ 29 milhões. De acordo com informações que circulam no município, Simão Peixoto conseguiu escapar do cerco policial montado pelo delegado do 71º Distrito Integrado de Polícia (DIP), no município, ao utilizar uma lancha voadeira.

(Foto: Lays Silva /Arquivo GDC)

O prefeito, que havia ido ao município de Apuí (a 453 quilômetros ao sul de Manaus) para fazer negócios com a compra de cabeças de gado, partiu com a balsa e a aquisição, para Novo Aripuanã (a 227 quilômetros ao sul de Manaus).

Já em Novo Aripuanã, o delegado preparou um cerco para prendê-lo ainda na balsa. Ao tomar conhecimento da operação em seu encalço, Simão Peixoto deixou a embarcação, e numa voadeira escapou da ação para se refugiar nas proximidades de Borba, onde a polícia concentra as buscas, com o mandado de prisão em mãos.

Excêntrico, o prefeito coleciona processos e ficou famoso pelo temperamento forte ao desafiar um ex-vereador desafeto para uma luta de MMA em 2021. O órgão ministerial informou que a Operação Garrote cumpriu 11 mandados de prisão preventiva, 28 mandados de busca domiciliar, 28 mandados de busca pessoal e 28 mandados de busca veicular, totalizando 95 medidas cautelares.

Ainda segundo o MP-AM, a operação atinge também familiares, empresários e agentes públicos envolvidos em  crimes contra a administração pública, fraudes em crimes licitatórios e lavagem de dinheiro. O MP-AM busca o ressarcimento aos cofres públicos e o afastamento dos agentes públicos investigados de suas funções.

Leia também: 

STJ nega medida liminar para soltar prefeito de Borba, Simão Peixoto 

Prisão do prefeito de Borba foi decretada pela Justiça do AM

Anúncio