Prefeitura anuncia ações de ‘empoderamento feminino’ para março

Programação contará com oficinas, rodas de conversas, cursos profissionalizantes, concurso de redação e corrida

Manaus – A Prefeitura de Manaus informou as atividades que promoverá no próximo mês, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. A programação dedicada ao Mês da Mulher contará com oficinas, rodas de conversas, cursos profissionalizantes, a 5ª edição da Corrida da Mulher e a 2ª edição do concurso de redação sobre violência contra a mulher.

O Fundo Manaus Solidária (FMS) é um dos parceiros das atividades (Foto: Karla Vieira/FMS Divulgação)

A solenidade que marca a abertura das atividades promovidas pela Prefeitura de Manaus, por meio da Subsecretaria Municipal de Políticas Afirmativas para as Mulheres, ligada à Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh), ocorrerá no dia 8 de março, às 16h, no Parque Municipal do Idoso, bairro Nossa Senhora das Graças, zona centro-sul.

O Fundo Manaus Solidária (FMS) é um dos parceiros das atividades. Para a presidente do FMS, a primeira-dama de Manaus, Elisabeth Valeiko Ribeiro, é importante que as ações relacionadas ao combate à violência contra a mulher não se foquem apenas nelas, mas que sejam diversificadas e utilizadas como instrumentos de formação de carácter desde muito cedo, por isso a junção entre as secretarias de Direitos Humanos e de Educação, bem como a interlocução com outras secretarias parceiras é fundamental nesse processo de redução nos números de violência contra a mulher.

“Nós sabemos que alguns comportamentos só conseguem ser modificados a longo prazo, no entanto, se não houver esse fomento desde criança, não só no ambiente familiar como no escolar, pode ser mais difícil discernir entre o certo e o errado na idade adulta. Por isso, fico feliz em participar como madrinha desse concurso de redação e, sobretudo, por colocar o FMS a serviço de ações que podem contribuir para a melhoria da qualidade de vida e, mais do que isso, para que as mulheres se reconheçam como capazes de superar seus traumas, medos e se empoderem nos mais variados campos e aspectos”, afirmou Valeiko.

Vulnerabilidade

De acordo com a Prefeitura, somente no ano passado, a Subsecretaria de Políticas para as Mulheres realizou mais de cinco mil atendimentos a mulheres em condição de vulnerabilidade social, vítimas de violência doméstica, sexual, psicológica, entre outros. Conforme a subsecretária Socorro Sampaio, hoje o Município já faz parte da rede de atendimentos às mulheres em todas as esferas de proteção e à garantia de seus direitos.