Prefeitura anuncia aumento do auxílio aluguel às famílias atingidas pela cheia

A meta é inserir no benefício a complementação de R$200 aos R$ 300 já pagos pela Prefeitura de Manaus

Manaus – O prefeito de Manaus, David Almeida, anunciou nesta quinta-feira(13), que irá levar à Câmara Municipal de Manaus (CMM) uma Mensagem para aumentar o Auxílio Aluguel para R$ 500, com o objetivo de beneficiar as mais de 3 mil famílias atingidas pela cheia na capital amazonense.

(Foto: Ruan Souza / Semcom)

A meta do prefeito é inserir no benefício a complementação de R$200 aos R$ 300 já pagos pela Prefeitura de Manaus pelo Auxílio Aluguel. “Estou tentando antecipar o ‘Auxílio Aluguel’ para essa primeira metade do mês. Quanto à complementação, no valor de R$ 200, ainda preciso mandar a Mensagem para a Câmara Municipal, mas o valor irá contemplar mais de 3 mil famílias atingidas pela cheia. Além disso, todas as mais de 4.700 famílias já mapeadas que sofrem com a subida dos rios irão receber, nos próximos dias, cestas básicas e kits de higiene e dormitório”, garantiu David Almeida.

Com a subida do Rio Negro, que já alcança 29m e 56cm, 4.792 famílias deverão ser atingidas por essa cheia, segundo mapeamento realizado pela Casa Militar, por meio da Defesa Civil, e cadastradas pela Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc).

“Nós vamos ampliar esse valor do Auxílio Aluguel de forma excepcional este ano, justamente para ajudar essas pessoas que não poderão ficar em suas casas, por conta da cheia, que já é uma das cinco maiores registradas em Manaus. Agora, essas famílias poderão ir para um lugar melhor do que esse que estão neste momento”, enfatizou Almeida.

 Educação ambiental

Em um apelo à população, o prefeito destacou a importância da educação ambiental e de cuidar dos rios e igarapés da cidade de Manaus, que recebem limpeza, com equipes da Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp), que retiram, em média, mais de 27 mil toneladas de lixo diariamente.

“Nós precisamos salvar nossos rios e igarapés. Estamos tirando quase 500 mil toneladas de lixo por ano. Não vamos mais agredi-los, precisamos conscientizar a população, tenho ido em diversos lugares pela cidade que estão com uma quantidade de lixo muito grande, mesmo com a limpeza frequente. Nós precisamos preservar as vidas, nossos igarapés, nossa biodiversidade”, complementou David.

Anúncio