Prefeitura apresenta ações de proteção ao sauim-de-coleira para reduzir ameaça de extinção

Durante os dias 18 e 19 de novembro, ações serão desenvolvidas pela Prefeitura de Manaus e parceiros, em favor da proteção da espécie

Manaus – Os representantes do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), que coordena a implementação do Plano de Ação Nacional para a Conservação do Sauim-de-Coleira, se reúnem durante os dias 18 e 19 de novembro, para avaliar as ações desenvolvidas pela Prefeitura de Manaus e parceiros, em favor da proteção da espécie criticamente ameaçada de extinção, que ocorre apenas na capital e cidades do entorno.

O encontro, denominado Oficina de Monitoria do PAN Sauim-de-Coleira, é virtual e reúne o grupo de assessoramento técnico, do qual participa a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), órgão municipal responsável pela gestão de áreas protegidas e que atuou diretamente na formulação de políticas públicas voltadas para a conservação do primata, também chamado sauim-de-manaus.

O sauim-de-coleira é considerado espécie criticamente ameaçada de extinção (Foto: Diogo Lagroteria/Ibama)

O destaque foi para a criação da APA Sauim-de-Manaus, em 2018, pelo prefeito Arthur Virgílio Neto, em parceria com o Ministério Público Federal (MPF) e órgãos ambientais estaduais e federais. A unidade de conservação foi a primeira do Brasil, instituída em área urbana, com finalidades preservacionistas e foco voltado para uma espécie específica da fauna silvestre ameaçada de extinção.

Outras ações também foram citadas, a exemplo da mobilização em torno de um concurso-prêmio para a escolha da mascote da cidade de Manaus, a produção de um VT de animação amplamente divulgado na mídia local e o enriquecimento florestal de áreas degradadas da cidade, juntamente com as ações constantes de cunho educativo.

Para o secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Antonio Nelson de Oliveira Júnior, a APA Sauim-de-Manaus hoje é referencial e utilizada como parâmetro para as ações de fiscalização e combate às invasões no seu perímetro, bem como às medidas de controle previstas no licenciamento ambiental. “O prefeito Arthur Virgilio Neto deu o exemplo para o Brasil, criando a APA Sauim-de-Manaus, atendendo a uma das prioridades da política de gestão de áreas protegidas do município e demonstrando na prática o que pode ser feito para a melhoria ambiental das cidades”, explicou.

O diretor de Mudanças Climáticas e Áreas Protegidas da Semmas, Márcio Bentes – que é membro do grupo de assessoramento técnico e especialista no tema – destacou o esforço do município em adotar medidas conservacionistas em prol do sauim-de-coleira. “A criação da APA, bem como a ampliação das áreas protegidas municipais, representam uma possibilidade real de diminuir o impacto sobre a espécie, garantindo ambiente saudável para sua existência, contribuindo assim para a redução da ameaça de extinção”.

Mosaico

A partir da criação da APA Sauim de Manaus foi possível reforçar a proteção a um território urbano de aproximadamente 1.050 hectares, formando um mosaico de áreas protegidas onde ocorre o sauim-de-coleira, espécie eleita mascote da cidade com a denominação Sauim-de-Manaus. Esse mosaico inclui o Parque Municipal do Mindu, o Corredor Ecológico Urbano do Igarapé do Mindu, o Parque Estadual Sumaúma e a Reserva Adolpho Ducke, tendo como delimitação os igarapés do Geladinho e Goiabinha, e suas respectivas margens (Áreas de Preservação Permanente), além de áreas verdes de loteamentos habitacionais como Cidade Nova, Loteamento Nascentes das Águas Claras, Parque das Garças, Renato Souza Pinto I e II, Ribeiro Júnior, Vila da Barra, Galileia, Nova Cidade, Vila Real, Riacho Doce II e III, Francisca Mendes I e II e Jardim Canarana.

O Concurso-Prêmio Identidade Visual do Sauim-de-Manaus, que escolheu a proposta visual da mascote Sauim-de-Manaus, concedeu premiação de R$ 10 mil para o ganhador.

O Plano de Ação Nacional para a Conservação do Sauim-de-Coleira tem como objetivo geral promover a conservação do sauim-de-coleira e de seu habitat, implementando ações para reverter a atual tendência de declínio populacional da espécie. Os planos de ação nacionais têm sido uma das principais ferramentas do ICMBio, para promover a recuperação de espécies, sempre elaborados e implementados em parceria com diversas instituições e pesquisadores.

Anúncio