Prefeitura inaugura novo centro para pessoas em situação de rua, no bairro Petrópolis

O centro atende jovens, adultos, idosos e grupos familiares que utilizam as ruas como espaço de moradia

Manaus – A sede do novo Centro de Referência para Pessoas em Situação de Rua (Centro POP) foi inaugurada na manhã desta sexta-feira (15), na Rua 1, do bairro Petrópolis. O centro atende jovens, adultos, idosos e grupos familiares que utilizam as ruas como espaço de moradia.

O evento contou com a presença do prefeito de Manaus Arthur Neto, o secretário da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh), Elias Emanuel e o secretário da Defesa Civil, Arthur Bisneto.

O prefeito Arthur Neto vê o centro como um meio de reintegrar os moradores de rua à sociedade. “Esses centros são especializados em dar um tratamento ao cidadão morador de rua. À medida que elas conversam com os psicólogos, elas têm a possibilidade de se ressocializarem e voltar a trabalhar, portanto é uma obra que me dá muito orgulho”, disse o prefeito.

Um exemplo de ressocialização feita pelo Centro POP é Janderson da Silva, 41, que viveu dez anos nas ruas e hoje trabalha no próprio centro. “O motivo de eu passar esses 10 anos na rua foi às drogas, o crack me fez fazer isso. Quando eu vi meus amigos morrendo, não aguentei mais esse sofrimento e procurei ajuda do Centro”, lembrou.

Prefeito Arthur Neto vê o centro como um meio de reintegrar os moradores de rua à sociedade (Foto: Sandro Pereira)

Janderson conta que no centro ele foi orientado a fazer um tratamento contra as drogas e viu que ainda poderia ser uma pessoa trabalhadora. “Eu vi que pra mim ainda tinha esperança. Um braço amigo, uma mão amiga foi o que eles me deram. Foi muito importante para sair das drogas, mas foi essencial eu mesmo querer”, falou.

O secretário da Semmasdh, Elias Emanuel, diz que a criação da sede, que antes era um prédio alugado no centro, foi um grande passo para que os Centros POP’s possam se expandir por toda a cidade.

“Já identificamos 536 pessoas moradoras de rua em Manaus, nós atendemos até junho 300 pessoas, então com essa instalação nós pretendemos aumentar ainda mais o nosso poder de atendimento, assim expandindo o serviço em outros bairros”, afirmou.

O centro conta com salas de atendimento psicossocial, higienização e multiuso, refeitório, lavanderia, cozinha, recepção, guarda pertences, além de banheiros e rampas com acessibilidade para pessoas com deficiência.

Anúncio