Presidente do TJAM entrega instalações no Fórum Henoch Reis

A entrega marcou o encerramento das atividades da campanha ‘Justiça pela Paz em Casa’

Manaus – O presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembargador Yedo Simões, entregou, na tarde desta sexta-feira (23), as novas instalações do 2º e 3º Juizados Especializados no Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher (conhecidos como ‘Juizados Maria da Penha’). As duas unidades passam a funcionar no 5º andar do Fórum Henoch Reis, no bairro São Francisco, na zona sul.

A entrega das novas unidades marcou o encerramento das atividades da 14ª edição da campanha ‘Justiça pela Paz em Casa’. De acordo com o desembargador, o programa conseguiu julgar quase 900 processos.

“Apesar da violência continuar, creio que colocamos um basta quando começamos a fazer essas políticas públicas. Mas a sociedade precisa entender que não é só o Judiciário que deve lidar com isso, mas a população em geral. Instituições e empresas também precisam nos ajudar, pois é uma questão de educação e cultura”, disse Yedo Simões.

Foram entregues os novos espaços do 2º e 3º ‘Juizados Maria da Penha’ (Foto: Antônio Neto/TJAM)

O desembargador afirmou que os novos espaços do TJAM há muito tempo eram exigidos e visam tentar proteger mulheres de todo o Estado. Para ele, com essas políticas públicas, isso significa um avanço para a sociedade.

“Infelizmente, a nossa cultura, no Brasil, é totalmente machista. Neste momento, estamos tentando amenizar essa situação com todos esses programas que estão sendo realizados”, disse.

A juíza titular do 2º ‘Juizado Maria da Penha’, Luciana Nasser, afirmou que o novo espaço garante facilidade de acesso para quem tem demanda no juizado, além de ajudar na otimização dos trabalhos dos dois juizados, agilizando a prestação jurisdicional.

“Agora nós temos uma estrutura física melhor para atender as partes com dignidade, podendo atender de forma individualizada as mulheres e, também, os homens que aqui comparecem, além de aumentar nossa carga produtiva, com duas salas de audiência”, afirmou.