Prevenir gravidez na adolescência é pauta

Reunião entre entidades e secretarias de Estado, na sede do Conselho Estadual de Assistência Social (Ceas), definiu três eixos de trabalhos para tratar ações de prevenção ao problema

Manaus – A Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas) e demais parceiros de órgãos públicos e da sociedade civil do Amazonas se reuniram, nesta terça-feira (11), para tratar sobre ações de prevenção à gravidez na adolescência. Nesse segundo encontro do Grupo de Trabalho (GT), criado para tratar sobre o tema, foram definidos três eixos de trabalho para o ano de 2020. A reunião ocorreu no auditório do Conselho Estadual de Assistência Social (Ceas), situado na Avenida Darcy Vargas, nº 77, bairro Chapada, zona centro-sul de Manaus.

Um Grupo de Trabalho foi criado para tratar das ações (Foto: Jander Souza/Divulgação)

O primeiro eixo é voltado para ações socioeducativas, tanto para a família como para os adolescentes e os profissionais que atuam nessa problemática. O outro eixo trata sobre identificação e notificação de situações de gravidez na adolescência, procurando fazer um aprimoramento do que já existe nos sistemas de notificação e unir os vários sistemas que existem no Estado do Amazonas.

O terceiro eixo será feito por meio de uma articulação maior, com toda rede, envolvendo as áreas da Saúde, Educação, Assistência Social e a Sociedade Civil, por meio das Associações de Pediatria e a de Ginecologia, além do Conselho Tutelar.

A secretária titular da Seas, Márcia Sahdo, que dirigiu a reunião, informou que a ideia é unir essa rede pelo menos duas vezes ao ano, trazendo algumas trocas de experiências práticas, bem-sucedidas, e o aprimoramento desse trabalho. “Ainda vai ser definida a data exata dos encontros e capacitações, bem como dos trabalhos que serão feitos nas escolas e em algumas unidades de assistência social como os (Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas)”, sintetizou.

O Grupo de Trabalho foi criado por meio de uma articulação da Seas com o Juizado da Infância e Juventude Cível e Coordenadoria da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM) e com as secretarias de Estado de Saúde (Susam) e de Educação e Desporto.

O passo inicial para a Semana de Prevenção foi dado numa reunião do dia 30 de janeiro, onde foi tratada a lei que institui, em fevereiro, a Semana Estadual de Prevenção da Gravidez na Adolescência. A Lei nº 4.951/2019 definiu como objetivos da Semana o incremento e a promoção de atividades de caráter preventivo e educativo, e também o incentivo à criação de políticas públicas específicas relativas a este tema, coordenadas pela Seas, Juizado da Infância e da Juventude, além de organizações envolvidas com esta temática.

Anúncio