Profissionais da enfermagem fazem carreata pela valorização profissional

Trabalhadores pedem a  aprovação do projeto de lei que estabelece o piso salarial e a jornada de trabalho

Manaus –  No Dia Internacional do Enfermeiro, comemorado nesta quarta-feira(12), o Conselho Regional de Enfermagem do Amazonas (Coren-AM) realizou uma carreata para chamar a atenção da valorização do profissional de enfermagem. Uma das reivindicações é a necessidade da aprovação do projeto de lei 2564/2020 que estabelece o piso salarial dos profissionais e a jornada de trabalho de 30h semanais. A discussão está no Senado Federal.

Carreata sai da Avenida do Samba e seguiu até a Ponta Negra. (Foto: Divulgação)

A carreata iniciou por volta das 9h, com concentração na avenida do Samba, que contou com um momento simbólico de homenagem aos profissionais que perderam suas vidas para a COVID-19. O ato de mobilização seguiu em direção ao complexo turístico da Ponta Negra, na zona Oeste da cidade, onde durante o trajeto os profissionais realizaram buzinaços que chamavam a atenção da população.

A atenção para a saúde mental dos profissionais que ainda estão atuando na linha de frente da pandemia foi destacado pela manfestação.   Sandro André, presidente do Coren-AM, destacou a importância da enfermagem para o sistema de saúde.

“O mundo todo está presenciando a importância da Enfermagem para o sistema de saúde, no início da pandemia quando todos se retiraram e ficaram reclusos, existiam setores e instituições em que a única visita que os pacientes recebiam era dos profissionais da enfermagem. Infelizmente a nossa classe ainda é desvalorizada, enfrentamos diariamente agressões físicas e psicológicas, sobrecargas elevadas de trabalho, não temos ainda um piso salarial, no nosso estado ainda vemos situações de sub-salários, nós temos profissionais de enfermagem ganhando menos de um salário mínimo, isso é uma situação vergonhosa e trago o questionamento: ‘como uma classe tão importante para a sociedade brasileira é tão desvalorizada?”, apontou Sandro André.

O evento contou com a participação de enfermeiros, técnicos e auxiliares que se uniram para mobilizar a sociedade para que a categoria possa alcançar a valorização por meio da aprovação do piso salarial da Enfermagem que está em pauta no Senado e precisa ser votado.

Para a enfermeira Suellen Couto, as pautas defendidas pela categoria ganharam mais força com a pandemia. “É um dia de luta, dia que em todo o Brasil a categoria vai se mobilizar com o intuito de chamar atenção para as nossas lutas que são de ano, como o piso salarial, lei do descanso, carga horária justa, porque nessa pandemia a nossa categoria teve muita visibilidade. Nós estamos ao lado dos pacientes em todos os momentos. Encontramos meio de dar conforto para as nossas famílias, e a hora é agora de chamar a atenção da população”, explicou a profissional.

O ato pela valorização também se repetiu em alguns municípios do estado como Manacapuru, Lábrea, Humaitá e Tabatinga.

Anúncio