Receita Federal recebe cão farejador para atuar no aeroporto e portos de Manaus

Odin é da raça pastor alemão e passou por um treinamento no Centro Nacional de Cães de Faro da Receita Federal, instalado em Vitória/ES

Manaus – A Receita Federal em Manaus passa a contar com um cão farejador para atuação na vigilância e repressão aduaneira. Odin é da raça pastor alemão e tem 2 anos e 6 meses de idade. Ele passou por um treinamento no Centro Nacional de Cães de Faro da Receita Federal, instalado em Vitória/ES.

Segundo a Receita, ele é capaz de detectar pelo faro substâncias entorpecentes como cocaína, maconha, haxixe, crack, ecstasy e metanfetamina.

O cão atuará nos recintos alfandegados e autorizados instalados na cidade de Manaus (Foto: Divulgação)

Odin é um cão de faro de indicação passiva, ou seja, quando detecta o odor do entorpecente, ele senta e aponta o focinho em direção à fonte de odor, mostrando onde está a droga. Por esse motivo, ele pode detectar a presença de drogas ocultas em cargas, aeronaves, embarcações, ônibus e até mesmo junto ao corpo das pessoas.

O cão atuará nos recintos alfandegados e autorizados instalados na cidade de Manaus, nos Correios e nos terminais de passageiros e carga do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes.

A chegada do cão de faro potencializa as condições de trabalho da equipe de vigilância e repressão aduaneiras da Receita Federal em Manaus, tendo em vista que o emprego de cães de faro vem ao encontro da necessidade de se combater as diferentes estratégias usadas pelos criminosos no tráfico de entorpecentes.

Anúncio