Rio Negro alcança cota de emergência em Manaus

O nível do Rio Negro na capital alcançou, no sábado, os 29 metros, atingindo a cota de emergência e alcançando a faixa de alerta para inundações. Prefeitura deve ser notificada hoje

 Kamilla Vieiralves / [email protected]

Águas em nível alto Pontes são construídas para facilitar o trânsito dos moradores (Foto: Sandro Pereira)

Manaus – O nível do Rio Negro em Manaus chegou aos 29 metros, no último sábado, atingindo a cota de emergência e alcançando a faixa de alerta para inundações, conforme o chefe do serviço hidrográfico do Porto de Manaus, o engenheiro Valderino Silva.

De acordo com a assessoria da Defesa Civil de Manaus, os dados só serão registrados, hoje. Após o registro, a Prefeitura de Manaus será notificada.

Segundo a Defesa Civil, nove bairros da zona urbana da cidade já foram atingidos pela subida das águas e passaram a ser atendidos com passarelas para facilitar o acesso dos moradores às casas. São eles: São Jorge, Educandos, Raiz, Presidente Vargas, Colônia Antônio Aleixo, Aparecida, Centro, Tarumã e Cachoeirinha.

Segundo a assessoria da Defesa Civil, o atendimento às famílias afetadas está acontecendo desde janeiro, com o monitoramento das áreas citadas. Assim, já foram construídos, até o momento, 3.016 metros de pontes provisórias nos bairros afetados pela cheia deste ano.

Ainda de acordo com a defesa civil, outras medidas só poderão ser divulgadas após a notificação do prefeito, Artur Neto, o que deve acontecer hoje.

 

Alerta

A previsão do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) é que a cheia em Manaus atinja a cota média de 29,21 metros, ultrapassando em 2,02 metros a enchente do ano passado.

Mesmo que a previsão de cota máxima (29,46 metros) para o ano de 2017 seja atingida com o processo de enchente da bacia do Rio Negro, ainda não superaria a marca histórica de cheia em Manaus de 29,97 metros, registrada no dia 29 de maio de 2012. A enchente deste ano, provavelmente, será a segunda maior da história, como previu o CPRM, quando divulgou o primeiro alerta de cheia, no dia 31 de março deste ano.

O superintendente do CPRM, Marco Antônio Oliveira, alertou que, neste ano, a duração da cheia em Manaus deve ser de mais de 20 dias, até meados deste mês. Oliveira disse, no último dia 31, que as inundações em grandes áreas da capital começariam  quando o nível do rio atingisse os 29 metros, o que aconteceu sábado. “Esse tempo de permanência das águas altas deve continuar por 20 a 25 dias, com as águas dentro das casas”, explicou Oliveira.

As águas do Rio Negro devem parar de subir, nos próximos dias. “Se chover dentro da média, vai ser também uma cheia que evoluirá de forma mais lenta”, disse Marco Antônio.

Anúncio