Rio Negro desce, mas Manaus continua em situação de emergência devido enchente

Rio desceu 1 centímetro nesta segunda-feira (21)

Manaus – O Rio Negro desceu 1 cm nesta segunda-feira(21), mas Manaus permanece em estado de emergência pelo avanço das águas na capital. Conforme  a Defesa Civil Municipal, o Rio registrou a marca de 30,01 metros na manhã de hoje.

A vazante teve início no dia 14 de junho quando foi registrado 29,99 metros. A cota máxima chegou aos 30 metros no dia 05 de junho de 2021, sendo a maior cheia dos últimos 119 anos. O nível das águas voltou a subir e permaneceu estável desde da última quarta-feira(16), quando mediu 30,2 metros. Na manhã desta segunda-feira(21), o Rio Negro registrou a cota de 30,01 metros, prosseguindo o processo da vazante após o repiquete.

(Divulgação / Casa Militar)

Em Manaus, as cheias do Rio Negro afetaram a população de pelo menos 15 bairros. As mais de 1.800 famílias atingidas receberam R$ 600 de auxílio aluguel municipal além de cestas básicas, colchões, lençóis e kits de limpeza.

Além de Manaus, outras 57 cidades do Amazonas foram de alguma forma atingidas pelas cheias de rios que cortam o Estado. Dos 62 municípios amazonenses, apenas quatro não foram afetados. Quarenta e oito prefeituras decretaram situação de emergência; seis reconheceram a situação de transbordamento dos cursos d’água e quatro a situação de alerta. Veja a relação abaixo.

Municípios amazonenses em situação de emergência (48):

Calha do Baixo Solimões (9): Manacapuru; Careiro da Várzea; Anori; Caapiranga; Anamã; Codajás; Iranduba; Manaquiri e Careiro Castanho.

Calha do Médio Solimões (8): Jutaí; Fonte Boa; Japurá; Maraã; Uarini; Alvarães; Tefé e Coari.

Calha do Juruá (7): Guajará; Ipixuna; Eirunepé; Envira; Itamarati; Carauari e Juruá.

Calha do Purus (6): Boca do Acre; Pauini; Lábrea; Canutama; Tapauá e Beruri.

Calha do Baixo Amazonas (5): Barreirinha; Boa Vista do Ramos; Nhamundá; Urucará e Parintins.

Calha do Madeira (4): Borba; Nova Olinda do Norte; Novo Aripunã; Manicoré.

Calha do Alto Solimões (4): Atalaia do Norte; Tabatinga; Tonantins e Santo Antônio do Iça.

Calha do Médio Amazonas (4): Itacoatiara; Silves; Autazes e Urucurituba.

Calha do Rio Negro (1): Manaus.

Municípios amazonenses em situação de transbordamento (6):

Calha do Alto Solimões (3): Benjamin Constant; São Paulo de Olivença e Amaturá.

Calha do Baixo Amazonas (2): São Sebastião do Uatumã e Maués.

Calha do Médio Amazonas (1): Itapiranga.

Municípios amazonenses em situação de alerta (4):

Calha do Rio Negro (4): São Gabriel da Cachoeira; Santa Isabel do Rio Negro; Barcelos; Novo Airão.

Municípios amazonenses em situação de normalidade (4):

Calha do Madeira (2): Apuí e Humaitá

Calha do Médio Amazonas (2): Rio Preto da Eva e Presidente Figueiredo.

Anúncio