Saiba as principais dúvidas referentes às síndromes gripais e o vírus H1N1

O titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Marcelo Magaldi, esclarece dúvidas sobre os vírus que estão circulando na cidade

Manaus – O aumento repentino no número de casos de Síndromes Gripais e até óbitos causados pelo vírus H1N1 têm despertado muitos questionamentos sobre como proceder, onde buscar ajuda e como se prevenir. O titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Marcelo Magaldi, enumerou as principais dúvidas para esclarecer para população.

Tomei a vacina ano passado, devo tomar esse ano?

Marcelo Magaldi – A vacina muda a composição a cada ano, por isso deve ser administrada anualmente. Vale destacar que Manaus ainda espera a liberação das doses pelo Ministério da Saúde, em produção no Instituto Butantan e que 23 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) realizam, diante receita, a dispensação do antiviral Tamiflu, utilizado no tratamento das Síndromes Gripais, entre elas o H1N1.

Quando as vacinas chegarem, quem poderá tomar?

MM – Apenas os grupos prioritários, conforme o que é preconizado pelo Ministério da Saúde: crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, idosos, puérperas até 45 dias pós-parto, pessoas com comorbidades e síndromes, professores, profissionais da saúde, pessoas e adolescentes em regime de reclusão, indígenas aldeados e obesos com IMC (Índice de Massa Corporal) acima de 40.

Não estou no grupo prioritário, o que devo fazer?

MM – Tomar as precauções universais para prevenir as Síndromes Gripais, como usar álcool em gel, lavar bem as mãos, cobrir a boca ao tossir ou espirrar, evitar locais com grandes aglomerações. E a vacina também está disponível na rede particular.

Quais são os sintomas da Influenza A?

MM – Febre, dor muscular e tosse seca. Em geral, tem evolução por período limitado, de um a quatro dias, mas pode se apresentar de forma grave.

O titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Marcelo Magaldi (Foto: Alex Pazuello/Semcom)

Quanto tempo devo esperar para ir a uma unidade de saúde após o surgimento de algum sintoma?

MM – O ideal é procurar o quanto antes, em especial se além dos sintomas acima apresentar dificuldade respiratória.

Como saber se meu caso se agravou?

MM – É necessária uma avaliação de um profissional de saúde para identificar sinais de gravidade do quadro de síndrome gripal.

Fui ao médico particular, que diagnosticou Influenza A. Como consigo o antiviral? É possível comprar em farmácia?

MM – O diagnóstico de Influenza só é possível com a coleta de amostra de nasofaringe, exame indicado apenas para pacientes internados. Porém, o diagnóstico clínico de uma Síndrome Gripal pode ser dado em uma consulta médica. O antiviral é distribuído gratuitamente pelo SUS, mediante prescrição médica. Não é comercializado em farmácias.

O que devo apresentar, caso tenha que pegar o remédio?

MM – O Tamiflu pode ser recebido nos hospitais públicos e em 23 UBS da prefeitura, com prescrição médica simples em duas vias. É preciso apresentar documento de identificação e Cartão do SUS.

É verdade que o chá de erva doce combate o H1N1?

MM – De acordo com orientação do Ministério da Saúde, não existe essa comprovação científica.

Realizar lavagem nasal, com soro fisiológico, diminui as chances de contrair o vírus?

MM – A limpeza das vias aéreas é muito importante quando você está com Síndrome Gripal, porém não é medida de prevenção.

Quantas vezes ao dia devo passar o álcool em gel nas mãos?

MM – Frequentemente, em especial após tossir ou espirrar, cumprimentar e tocar em objetos de uso comum.

Quais os cuidados que devo tomar nos locais onde há concentração de muitas pessoas, como ônibus, festas, shoppings?

MM – Hidratação adequada, evitar tocar olhos, nariz e boca e lavar frequentemente as mãos ou usar álcool em gel.

Estou em tratamento com o antiviral, posso sair?

MM – Somente após 24 horas da cessação da febre e se for realmente necessário.

Estou tomando medicação antiviral posso consumir bebida alcoólica?

MM – O uso da bebida alcoólica não é recomendado durante o uso de qualquer medicamento.

Somente o uso do álcool em gel elimina as chances de contaminação?

MM – Sozinho, não. Deve ser acompanhado das demais medidas de prevenção. É importante estar com o sistema imunológico reforçado, por meio de alimentação e hidratação adequada, bom sono, repouso e realização de exercícios físicos.

Anúncio